Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de junho de 2019, 11h30

Senadores contrários ao decreto das armas estão sofrendo ameaças

Em mensagens no Twitter presidente do Senado demonstrou a sua indignação sobre as mensagens

O presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP) e mostrou preocupado com uma série de ameaças que senadores que são contra o decreto que flexibiliza as regras para o posse de armas, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, vem recebendo. Através das redes sociais o parlamentar demonstrou a sua indignação.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“É, no mínimo, preocupante que o direito e o dever do exercício da atividade parlamentar, legitimado pelo voto do povo, sejam restringidos por meios covardes e, inclusive, de flagrante injustiça e afronta à segurança dos parlamentares”, escreveu em seu Twitter.

Na sequência de mensagens, Alcolumbre afirma que vai tomar as providências necessárias para “garantir a proteção e a liberdade de expressão constitucional e política de cada legislador”.

Um dos senadores que receberam ameaças foram Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Eduardo Girão (PODE-CE), Fabiano Contarato (Rede-ES) e Veneziano Vital do Rego (PSB-PB).

“Vou achar muito civilizado quando um bandido enfiar uma bala na sua cara ou de alguém de sua família. Foda-se o povo, né! Você tem segurança seu fdp”, diz uma mensagem enviada para Randolfe através das redes sociais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum