O que o brasileiro pensa?
26 de julho de 2012, 14h24

Serra e o DNA autoritário das elites paulistanas

O apoio que Serra recebe da esmagadora maioria da mídia hegemônica demonstra o viés político predominante nas elites brasileiras, em especial de São Paulo

O apoio que Serra recebe da esmagadora maioria da mídia hegemônica demonstra o viés político predominante nas elites brasileiras, em especial de São Paulo

Por Dennis de Oliveira

O candidato do PSDB à prefeitura, José Serra, é o representante do pensamento autoritário contemporâneo. O apoio que recebe da esmagadora maioria da mídia hegemônica demonstra o viés político predominante nas elites brasileiras, em especial de São Paulo.

José Serra tem sido o político que mais tem atacado a liberdade de expressão. Na campanha de 2010, destratou todos os profissionais do jornalismo que lhe faziam perguntas que julgava incômodas. Só para lembrar alguns casos: Heródoto Barbeiro, no Roda Viva; Márcia Peltier; Mário Carvalho (da rádio Mirante, de São Luiz). Depois chamou blogueiros que criticavam a sua candidatura de “sujos”.

Este ano veio agora com a qualificativo de “nazistas”. E, finalmente, pede uma investigação sobre os jornalistas Paulo Henrique Amorim e Luis Nassif, que mantém os blogs Conversa Afiada e Dinheiro Vivo, alegando que os mesmos recebem propaganda de estatais e, portanto, fazem as vezes de “propagandistas do governo”.

Continue lendo aqui.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum