Servidores entram em campanha em defesa da Educação de Jovens e Adultos

Nesta quinta-feira (18), acontece um encontro na Casa do Professor para discutir a situação dos Ceejas

Nesta quinta-feira (18), acontece a partir das 10h um encontro na Casa do Professor, em frente à Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Rua Bento de Freitas, 71, São Paulo) para discutir a situação dos Centros Estaduais de Jovens e Adultos (Ceejas).

O Sindicato dos Professores e Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) decidiu, em reunião do Conselho Estadual de Representantes feita na última sexta-feira (12), entrar em campanha em defesa da EJA, dos Ceejas e do ensino noturno.

A Resolução 119/2021 da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) trouxe novos problemas, como a redução do currículo, da carga horária e a ameaça de fechamento de Ceejas, em razão da ausência de demanda.

Por causa disso, foi decidido na reunião que as subsedes devem realizar busca ativa, registrar a demanda e encaminhar para as Diretorias de Ensino, exigindo atendimento. Além disso, devem manter a sede central informada e denunciar ao Ministério Público/GEDUC a recusa de atendimento.

As subsedes devem verificar e acompanhar, ainda, a situação dos Ceejas em suas regiões e realizar atos em frente aos centros de ensino em sua defesa e pela revogação da Resolução da Seduc.

Notícias relacionadas

Avatar de Carolina Fortes

Carolina Fortes

Repórter colaborativa no site Emerge Mag e antiga editora-assistente no site da Jovem Pan. Ex-repórter no site Elástica. Formada em jornalismo e faz a segunda graduação em Letras na Universidade de São Paulo (USP). Acredita no jornalismo como forma de impacto social e defende maior inclusão e representatividade.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR