Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de agosto de 2007, 17h32

Sindicato dos Metroviários de SP prepara assembléia contra demissão

Entidade não aceita as 61 demissões anunciadas após a greve do metrô, e convoca assembléia

Entidade não aceita as 61 demissões anunciadas após a greve do metrô, e convoca assembléia

Por Redação

O governo do estado de São Paulo e a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) anunciaram, na terça-feira, 7, a demissão de 61 funcionários em decorrência da greve dos dias 2 e 3.

O governador José Serra (PSDB) afirmou que “três greves em um único semestre é um abuso, não tem nada a ver com reivindicação e democracia”. Ele considerou abusiva e um “menosprezo à nossa população”. “Estamos adotando as medidas necessárias para que esses acontecimentos não se repitam”, completou.

Segundo o Sindicato dos Metroviários de São Paulo, três diretores da entidade e três trabalhadores inscritos em chapa para disputar as próximas eleições da entidade foram demitidos, o que torna a medida ilegal. A maioria absoluta dos demitidos possuírem mais de 15 anos de serviços prestados.

O Sindicato e a categoria não aceitaram as demissões e, com o objetivo de barrar “está retaliação, realizarão uma assembléia nesta quarta-feira, 8, às 18h30, na sede do Sindicato”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum