Notícias

Sonia Guajajara denuncia tentativa de associá-la ao tráfico de drogas

Coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena tenta ligar o nome da ativista com uma operação da Polícia Federal que destruiu plantações de maconha em reservas indígenas

Compartilhar

Perseguida pelo governo de Jair Bolsonaro por causa de seu trabalho como ativista, a líder indígena Sonia Guajajara denunciou mais uma tentativa de criminalizá-la. Desta vez, o coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) do Maranhão tem tentado associar a imagem dela ao tráfico de drogas.

Segundo relato feito por Sonia nesta quarta-feira (27) em sua página no Twitter, o tenente-coronel Alberto José Braga Goulart tem publicado e divulgado em grupos de WhatsApp uma matéria veiculada no “Jornal Nacional” junto a um post que a ativista fez em 2018 nas redes sociais sobre a campanha de Descriminalização da Maconha.

A reportagem do “Jornal Nacional” fala sobre uma operação da Polícia Federal que destruiu plantações de maconha dentro de reservas indígenas e florestais no Maranhão e no Pará. Em nenhum momento a matéria afirma, porém, que o plantio teria relação com as populações indígenas e muito menos com Sônia Guajajara.

Segundo a própria ativista, a maconha em grande quantidade seria proveniente da constante invasão ilegal nos territórios indígenas, que o próprio Estado brasileiro não combate.

“Registra-se que, embora seja um dever constitucional a proteção e a segurança dos povos e territórios indígenas, essa situação foi denunciada pelos próprios indígenas e somos nós que exigimos tomada de providências para que parem as invasões em nossas terras e todo tipo de exploração”, escreveu.

Sonia disse, ainda, que “tomará medidas cabíveis diante de mais esse ataque”. Em maio deste ano, um inquérito foi aberto contra ela pela Fundação Nacional do Índio (Funai) por acusações de difamação do governo Bolsonaro pela websérie Maracá, lançada em 2020, que denuncia as violações de direitos sofridas pelos povos originários no contexto da pandemia.

Notícias relacionadas

Este post foi modificado pela última vez em 27 out 2021 - 14:01 14:01

Carolina Fortes

Repórter colaborativa no site Emerge Mag e antiga editora-assistente no site da Jovem Pan. Ex-repórter no site Elástica. Formada em jornalismo e faz a segunda graduação em Letras na Universidade de São Paulo (USP). Acredita no jornalismo como forma de impacto social e defende maior inclusão e representatividade.

Por
Carolina Fortes

Última hora

  • Blog do Mouzar

Michelle Bolsonaro e a língua dos anjos – Por Mouzar Benedito

Ao ver a cena protagonizada pela primeira-dama, Mouzar Benedito relembrou de trecho de um romance…

6 dez 2021 - 23:01
  • Global

Alemanha: novo governo terá paridade de gênero, é o mais jovem e prega “ousadia” – Por Vinicius Sartorato

Partidos confirmaram a coalização e o social-democrata Olaf Scholz deve finalmente ser nomeado o novo…

6 dez 2021 - 22:35
  • Brasil

Queiroz faz “coração” na festa de aniversário de deputado que quebrou placa de Marielle

O operador de Flávio Bolsonaro foi um dos mais animados na festa de aniversário de…

6 dez 2021 - 22:16
  • Brasil

Após transe comemorativo, Michelle Bolsonaro se diz vítima de intolerância religiosa

Primeira-dama não gostou da repercussão negativa após festejar “falando em línguas” a aprovação do André…

6 dez 2021 - 22:15
  • Brasil

Papai Noel de shopping teria constrangido família ao ouvir pedido de criança: “Esquece”

Mãe relata que o ator que interpretava o Papai Noel no shopping Plaza Sul, em…

6 dez 2021 - 21:47
  • Pop Notícias

Vídeo: Multidão saúda Lula durante show de Chico Cesar e Geraldo Azevedo

Antes disso, o nome do ex-presidente Lula já havia sido celebrado durante a confraternização de…

6 dez 2021 - 21:30