Fórum Educação
23 de dezembro de 2019, 14h54

Sucessor de Evo, sindicalista de 30 anos lidera pesquisas eleitorais na Bolívia

Andrónico Rodríguez é vice-presidente das seis Federações de Cocaleiros do Trópico de Cochabamba

Rodríguez tem 23% das intenções de voto para presidente (Foto: Reprodução / Twitter Evo Morales

Por Brasil de Fato

Vice-presidente das seis Federações de Cocaleiros do Trópico de Cochabamba, Andrónico Rodríguez lidera as pesquisas eleitorais na Bolívia, um mês e meio após o golpe que levou à renúncia de Evo Morales, do Movimento ao Socialismo (MAS). Aos 30 anos de idade, Rodríguez é considerado o sucessor de Morales entre os cocaleiros da região central do país e pertence ao mesmo partido do ex-presidente.

A data da próxima eleição não está definida. Há dois cenários possíveis: março de 2020 ou 6 de agosto, Dia da Pátria – antiga data das posses na Bolívia.

O favorito

Apoiado por Morales, Andrónico tem formação em Ciência Política é uma das referências dos movimentos populares que protestam contra o governo de facto da presidenta autoproclamada Jeanine Añez. Desde que ela assumiu o país, houve ao menos de 25 assassinatos de opositores.

Leia também
Bolívia: Evo Morales lista 5 possíveis sucessores que podem disputar as eleições de 2020

Segundo a pesquisa do instituto Mercados y Muestras divulgada no último domingo (22), o dirigente cocaleiro aparece com 23% das intenções de voto para presidente, dois pontos percentuais à frente de Carlos Mesa, da Comunidade Cidadã (CC), que disputou as últimas eleições contra Morales.

O empresário Luis Fernando Camacho, representante da extrema-direita, que liderou o movimento golpista na região de Santa Cruz de La Sierra, tem 16%.

O MAS concordou com a disputa de novas eleições mesmo após a vitória de Morales em primeiro turno, em outubro. Desde o anúncio dos resultados, o país foi tomado por manifestantes que alegam ter havido fraude na apuração dos votos. A Organização dos Estados Americanos (OEA) realizou uma auditoria e disse que havia irregularidades, mas até hoje não explicou em que consistia a suposta fraude e qual seria o resultado correto das eleições.

O ex-presidente Morales está exilado na Argentina, onde tem denunciado a violência e o caráter racista do golpe que levou à posse de Áñez. Ele e vários ministros renunciaram a seus cargos após terem as casas incendiadas e familiares ameaçados de morte.

O candidato do MAS para as próximas eleições ainda não foi confirmado oficialmente. Andrónico é o favorito para assumir o posto, não só por liderar as pesquisas, mas por ter crescido sete pontos percentuais em menos de um mês.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum