Fórumcast, o podcast da Fórum
22 de maio de 2014, 14h49

Tá avisado: Praia do Futuro é para maiores de 14

Mesmo com reações conservadoras e espectadores saindo de sala devido às cenas de sexo gay, cinemas são obrigados a manter a indicação

Mesmo com reações conservadoras e espectadores saindo de sala devido às cenas de sexo gay, cinemas são obrigados a manter a indicação

Por Isadora Otoni

Espectadores de Praia do Futuro estariam se retirando das salas de cinema antes mesmo do filme acabar. Não porque a obra é ruim, mas devido às cenas de sexo gay entre os personagens de Wagner Moura e Clemens Schick. Por causa das reações conservadoras, os responsáveis pelos cinemas pensaram em medidas para evitar que os clientes peçam o ressarcimento do valor do ingresso.

"Senhor, tem certeza que deseja ver esse filme? Pois ele contém cenas de sexo homossexual" (Reprodução/Facebook)

“Senhor, tem certeza que deseja ver esse filme? Pois ele contém cenas de sexo homossexual” (Reprodução/Facebook)

Iarlley Araujo, cliente do Cinépolis, de João Pessoa (PB), relatou no Facebook que o vendedor de ingresso o questionou: “Senhor, tem certeza que deseja ver esse filme? Pois ele contém cenas de sexo homossexual”. Após confirmar o interesse, seu bilhete recebeu um carimbo com a palavra “avisado”.

Leia mais: “Praia do Futuro” e os homens além dos estereótipos fáceis

A publicação gerou repercussão. Ronaldo Rodrigues, supervisor do Cinépolis em João Pessoa, alega em matéria do G1 que o carimbo se referia à necessidade de  apresentação da carteira de meia-entrada. Mesmo assim, o supervisor decidiu mudar a classificação indicativa de 14 anos para 16 anos. Que fique avisado: somente o Ministério da Cultura pode alterar a indicação etária do filme.

Classificação

No dia 1º de abril foi divulgada no Diário Oficial da União a classificação indicativa do filme Praia do Futuro. Apesar da pretensão de ser indicado para maiores de 12, o Ministério da Cultura atribuiu como não recomendado para menores de 14. A decisão foi feita com base nas cenas de sexo, nudez e drogas lícitas.

Para Georgia Araújo, da produtora Coração da Selva, a indicação está correta. “Qualquer pessoa acima de 14 anos tem maturidade o suficiente para assistir ao filme”, afirmou. Ela ainda condenou a atitude do Cinépolis de mudar a classificação: “Eles não poderiam, só o Ministério da Cultura pode”.

Sobre as reações conservadoras dos espectadores do filme, Georgia duvidou da proporção: “Eu não esperava que isso acontecesse. Mas o público está realmente saindo de sala?”. A produtora também defendeu a obra: “O filme não tem nenhuma cena imprópria”.

(Foto de capa: Divulgação/Praia do Futuro)


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum