Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de fevereiro de 2012, 19h13

Tecnologia social ganha importância com crise econômica

Soluções simples e criativas, desenvolvidas pelas comunidades para resolver problemas de emprego e renda, saneamento e desenvolvimento local, conquistam a atenção de gestores de instituições públicas e privadas, pesquisadores e empreendedores sociais de dez países reunidos na 2ª Conferência Internacional de Tecnologia Social, iniciada ontem em Brasília. Um dos motivos repousa na atual crise econômica. Muitas das soluções apresentadas têm a virtude de mobilizar pessoas em torno de projetos que passariam longe das pranchetas dos banqueiros e executivos que batem a cabeça para encontrar saídas para os seus negócios.

Mobilizados na busca de emprego e renda e do desenvolvimento sustentável, índios recuperam técnicas tradicionais de exploração da borracha na Amazônia, produtores agroextrativistas dão sinal vermelho aos atravessadores no cerrado e uma ONG desenvolve um aquecedor solar de baixo custo em São Paulo. Tudo isto a partir das tecnologias sociais, que são iniciativas bem sucedidas aplicadas em escala, ou seja, em todo território nacional. E como se vê em Brasília, capazes até mesmo de ultrapassar fronteiras. Com o apoio do governo brasileiro, o Haiti vai construir o Centro de Tecnologias Sociais para a Segurança Alimentar e Nutricional com o objetivo de mitigar a crise provocada pela alta nos preços dos alimentos – o país caribenho, com oito milhões de habitantes e o mais pobre do continente, importa 53% dos alimentos que consome.

A conferência, que termina amanhã (17), é organizada pela Rede de Tecnologia Social (RTS) em conjunto com a Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (Abong).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags