Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de setembro de 2017, 20h45

Temer reduz a zero repasses a políticas contra homofobia

O orçamento de políticas voltadas ao público LGBT, que já chegou a ser de mais de R$2 milhões nos governos Lula e Dilma, chegou a zero em 2017

Por Redação*

O site Aos Fatos fez, através de consultas pelo Portal Transparência, um levantamento que aponta que o governo Temer zerou, em 2017, os repasses a políticas de combate à homofobia e à população LGBT. Confrontado com os dados, o Ministério dos Direitos Humanos confirmou a paralisação, mas afirmou que o governo vem investindo em “campanhas”.

O levantamento mostra que investimentos federais para ações específicas como combate à homofobia saíram de R$ 3.061.540,13 em 2008, durante o governo Lula, para R$ 518.565,23 em 2016. Em 2017 esses repasses foram completamente zerados, conforme mostra o gráfico abaixo.

Esses repasses eram feitos, normalmente, aos municípios, com políticas vinculadas à ministérios como os de Direitos Humanos, Justiça e Cultura. Em 2008, por exemplo, o governo Lula mantinha ativas programações como ” Fomento a Projetos de Combate à Homofobia”, ” Apoio a Serviços de Prevenção e Combate à Homofobia” e ” Banco de Dados sobre Cidadania Homossexual e Combate à Homofobia”. O governo Dilma Rousseff, por sua vez, centralizou recursos a partir de 2013 em ações de ” Promoção e Defesa dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais”.

Em nota,a assessoria de imprensa do Ministério dos Direitos Humanos informou ter gasto em 2017 R$ 1,5 milhão, por meio da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, na campanha publicitária chamada “Deixe seu preconceito de lado, respeite as diferenças”. O site da campanha, entretanto, redireciona para uma cartilha produzida pelo Ministério do Turismo publicada ainda em 2016.

*Com informações do Aos Fatos


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum