O que o brasileiro pensa?
20 de outubro de 2015, 14h09

Tijolaço: Gambiarra hídrica de Alckmin, mal inaugurada, sofre interdição

Sistema de transposição das águas da represa Billings foi interditado pela Prefeitura de Ribeirão Pires. Agora, em lugar de vazamentos, o problema são as enchentes do córrego Taiaçupeba-Mirim, onde as bombas que puxam água da Billings  jogariam quatro mil litros por segundo de água

Por Fernando Brito, do Tijolaço

Inaugurada há poucos dias – depois de um atraso devido a vazamentos inadmissíveis numa obra deste porte – o sistema de transposição das águas da represa Billings (Complexo Rio Grande) para o minguante AltoTietê – hoje o mais sacrificado reservatório de água de São Paulo – foi interditado pela Prefeitura de Ribeirão Pires, noticia o Estadão.

Agora, em lugar de vazamentos, o problema são as enchentes do córrego Taiaçupeba-Mirim, onde as bombas que puxam água da Billings  jogariam quatro mil litros por segundo de água.

Como o córrego não foi desassoreado devidamente e preparado para um brutal aumento de vazão, desde o início da operação houve enchentes e desbarrancamento das margens. Isso fez com que  o volume de água bombeado tivesse  de se restringir a um quarto do previsto.

Isso quando não foi, simplesmente, suspenso, porque nem assim dava vazão.

É a premiadíssima gestão hídrica do Governo paulista, que está transformando uma empresa tecnicamente capaz como a Sabesp numa comédia de erros, manchando sua imagem tanto que nenhuma chuva vai lavar.

Não se faz obras, fazem-se gambiarras, canais em meio da lama, mangueiras de borracha, dutos improvisados. Tudo feito às carreiras (veja abaixo Alckmin anunciando a obra, em maio ) como se não soubessem do desastre hídrico há quase dois anos.

Além de água, falta vergonha.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum