Toffoli sobre uso das Forças Armadas: “Não há lugar para um quarto poder”

Em reunião por videoconferência com lideranças do Congresso, o presidente do STF criticou o uso do artigo 142 da Constituição para justificar a proposta de intervenção

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, criticou o uso do artigo 142 da Constituição para justificar uma proposta de intervenção das Forças Armadas, como tem sugerido o presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores.

Em reunião por videoconferência com lideranças do Congresso, na noite desta terça-feira (9), Toffoli disse que não há lugar para um quarto poder.

“As Forças Armadas sabem muito bem que o artigo 142 não lhes dá o papel de poder moderador. Experiências fracassadas no passado não devem ser utilizadas no presente. Tenho certeza de que as Forças Armadas são instituições de estado, que servem ao povo brasileiro, e não são instituições de governo”, disse.

A reunião de apoio a Toffoli foi mediada pelo líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Com informações do UOL

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.