Exclusivo: Comando da GCM afirma que vai investigar se houve falha de conduta no caso de trans torturada em Teresina

Vídeo que circula nas redes mostra uma mulher trans amarrada sendo torturada por dois homens; guardas municipais aparecem nas imagens

Em vídeo divulgado pela Articulação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), uma mulher trans e negra aparece amarrada e é torturada por dois homens em Teresina (PI).

As imagens são divididas em dois momentos: no primeiro, com os pés amarrados, ela é arrastada por um homem, momento em que surge uma viatura da Guarda Civil Municipal de Teresina.

Posteriormente, as imagens do vídeo mostram a mesma mulher amarrada e dentro do porta-malas de um carro enquanto é espancada pelos dois homens.

Questionada pela Revista Fórum, a Guarda Civil Municipal de Teresina (GCM) confirma que atendeu uma ocorrência no residencial Parque Brasil III, zona Norte de Teresina, nesta segunda-feira (19).

Também foi confirmado que, “ao chegar ao local, a equipe encontrou com uma travesti amarrada, suspeita de furtar apartamentos na região. Após ouvir os envolvidos, os membros da corporação que acompanhavam a ocorrência orientaram que o suposto agressor a desamarrasse”.

Dessa maneira, a direção da corporação também afirmou à Fórum que em seguida todos os envolvidos foram encaminhados à Central de Flagrantes.

O caso segue em apuração.

Posteriormente, a corporação afirma que a GCM, quando chegou ao local, “não presenciou” a mulher trans sendo espancada dentro do porta-malas.

Por fim, a direção da GCM de Teresina afirma que a conduta dos policiais envolvidos será investigada.

“Em hipótese alguma, a Guarda Civil Municipal de Teresina defende que seja feita Justiça com as próprias mãos. Por fim, o comando da GCM vai avaliar se houve falhas no procedimento”.

Notícias relacionadas

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR