Treze estados estão com UTI lotadas e colapso na saúde é iminente

O caso mais grave é do Paraná, que está com 96% dos leitos ocupados

Com o avanço- da pandemia, pelo menos 13 estados e o Distrito Federal estão com poucas vagas em leitos de UTI e as filas não param de crescer.

Os estados mais problemáticos são: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná, Pernambuco, Rio de aneiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

São Paulo também tem alguns municípios com filas em UTI, porém, o governo de João Doria (PSDB) não sabe precisar qual é o tamanho da fila, pois, o controle e descentralizado.

Segundo informações da BBC, a fila por uma vaga na UTI triplicou no Rio Grande do Sul. No dia 4 de maio eram 23 pessoas no aguardo, em 31 de maio passou para 58. No Rio Grande do Norte são 93 pessoas, sendo que a maioria das que aguardam não são pessoas idosas.

Por sua vez, o Rio de Janeiro, até o dia 31 de maio tinha 93 pessoas em espera.

O caso mais grave é no Paraná, a taxa de ocupação das UTIs e de 96% e a fila por uma vaga quadruplicou.

Com informações da BBC Brasil

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR