Fórum Educação
01 de abril de 2020, 21h47

Trump diz que ‘gravidade’ do coronavírus fez com que mudasse de tom

EUA tem mais de 200 mil infectados e quase 4.500 vítimas fatais. Presidente voltou a citar caso de amigo que entrou em coma

Trump olha projeções de mortes por coronavírus em coletiva na Casa Branca (Foto: Reprodução)

O presidente Donald Trump afirmou nesta quarta-feira (1) que mudou o tom de suas declarações sobre coronavírus quando percebeu a “gravidade” da pandemia.

No início de março, Trump chegou a publicar no Twitter que a gripe comum matava mais do que a covid-19 e nem por isso todos ficavam de quarentena. Uma argumentação logo replicada pelo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que ainda insiste na campanha de minimizar o risco do coronavírus.

“A gravidade (que me fez mudar). Eu também penso e, olhando para esse caminho, é tão contagioso. Ninguém nunca viu nada parecido com isso, onde grandes grupos de pessoas de repente, apenas por estarem na presença de alguém, pegam”, disse Trump, durante a coletiva diária da força-tarefa montada para combater a pandemia nos EUA. O país hoje é um dos mais atingidos.

O presidente também foi questionado sobre um amigo pessoal que está com coronavírus. Ele está em coma a Trump já mencionou o caso em outras coletivas. A situação próxima também teria contribuído para mudar o posicionamento do presidente.

“Também a violência disso. Se atingir a pessoa certa, ela pode sofrer problemas graves. E meu amigo era a pessoa certa”, afirmou Trump. “Isso o atingiu muito forte. Mas ele é mais velho. Ele é mais pesado e é uma espécie de exemplo para o que estamos falando. E isso o atingiu com muita força”, lamentou.

Ontem, a força-tarefa do coronavírus alertou que as mortes no país devem ficar entre 100 e 200 mil.  No balanço divulgado hoje, o país tem 203,6 mil casos confirmados e 4.476 vítimas fatais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum