Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
27 de maio de 2013, 18h30

TSE suspende propaganda tucana com Aécio Neves

Ministra Laurita Vaz considerou que a publicidade apresenta “uma nítida predominância da linguagem em primeira pessoa, com ênfase na atuação” do pré-candidato do PSDB à Presidência

Ministra  Laurita Vaz considerou que publicidade apresenta “uma nítida predominância da linguagem em primeira pessoa, com ênfase na atuação” do pré-candidato do PSDB à Presidência 

Da Redação 

Aécio Neves na propaganda do PSDB (Foto: Reprodução)

A ministra do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Laurita Vaz, suspendeu uma propaganda televisiva do PSDB que apresentava uma fala do senador Aécio Never, presidente do partido e pré-candidato tucano à Presidência nas eleições de 2014. A decisão atendeu um pedido impetrado pelo PT.

Na peça publicitária, o ex-governador de Minas Gerais se apresenta ao eleitor e destaca o seu desempenho na área de educação quando foi governador do estado. A propaganda foi veiculada na última terça-feira (21). Estavam programadas mais duas exibições, uma no dia 28 de maio e outra no dia 1º de junho.

“Quando fui governador, Minas se tornou referência em educação. […] O presidente do PSDB quer conversar com você, porque juntos podemos cuidar melhor do Brasil”, diz Aécio Neves na publicidade.

No pedido de suspensão, o PT acusou o PSDB de fazer propaganda eleitoral antecipada de Aécio Neves com o objetivo de “alavancar a popularidade eleitoral” do pré-candidato tucano. O PT também solicitava a cassação das inserções nacionais do PSDB por 25 minutos, no segundo semestre, além de multa para o partido.

A ministra do TSE acatou parcialmente o pedido ao suspender a veiculação da propaganda, mas autorizou o PSDB a substituir a peça publicitária.

“As circunstâncias de as inserções estarem protagonizadas por liderança política titular de mandato eletivo e de explorar feitos supostamente encetados no exercício do cargo, não induzem, por si mesmas, à exclusiva promoção pessoal em desvio das finalidades legais, sobretudo quando se cuida do presidente nacional do partido”, afirmou a ministra. Porém, Vaz considerou que “há uma nítida predominância da linguagem em primeira pessoa, com ênfase na atuação [de Aécio].”

O PSDB informou que irá respeitar a decisão do TSE, mas que irá recorrer.

Com informações do jornal Folha de S.Paulo. 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum