Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de fevereiro de 2012, 19h14

UNE troca Sarney pelo pré-sal

A UNE do “Fora Collor”, “Fora FHC” e “Fora Pitta” não pedirá o “Fora Sarney”, nem mesmo o “Abaixo os atos secretos do Senado” no próximo dia 15, em Brasília, na passeata com 10 mil estudantes que abrirá o seu 51° Congresso. A bandeira escolhida dessa vez foi o “Pré-Sal é nosso”, uma alusão ao “Petróleo é nosso”, campanha que alavancou a entidade nos tempos de Monteiro Lobato.

A UNE quer um marco regulatório sobre o tema, e que o dinheiro arrecadado vá para a educação. Justo, justíssimo. Mas e o Sarney? “Não tiramos deliberação sobre isso, mas pode ser que no Congresso o tema entre na pauta”, informa Lucia Stumpf, a presidente. A propósito: a septuagenária União Nacional dos Estudantes, que formou José Dirceu e José Serra na escola da política, contará com Lula no ato de abertura. Como gosta de dizer o presidente, isso nunca antes aconteceu na história desse país. Mas a UNE, segundo sua presidente, é independente. “A UNE não é governista, mas dialoga com o poder. E Lula inaugurou um novo formato de diálogo, como era com Jango. FHC, por exemplo, nunca aceitou dialogar com a gente”, diz Lucia.

Governista ou não, a UNE realizará dia 15 o maior congresso de sua história, com 15 mil estudantes, sendo pelo menos 5 mil delegados. Será também o mais transparente, já que pela primeira vez todos os processos eleitorais da base estão disponíveis no site da entidade. O sistema, aliás, mudou, e chegou bem perto de uma eleição direta. Agora os delegados são eleitos via urna diretamente pelo conjunto dos alunos das universidades, e não mais por curso. Ou seja, qualquer um pode ser candidato. “É tudo 100% transparente. Houve eleições em 100% das (universidades) públicas, em 100% das PUCs e Católicas. No total, dois milhões de estudantes votaram em urna”, conta a presidente.

O congresso também será o mais plural. PPS, DEM e PSDB mimetizaram a macro política parlamentar: chegarão juntos a Brasília. O PMDB, agora divorciado do MR8, vai sozinho, com Clarice Garotinho, presidente da JPMDB, à frente. A moça deve compor com o majoritário PCdoB. Assim como a DS, maior tendência da esquerda petista. “Levaremos algo em torno de 50% dos delegados”, diz um alto dirigente da UJS, a juventude do PCdoB.

E o PT? Severine Macedo, secretária nacional de Juventude do PT, informa que o partido tem divergências com a UJS, mas ressalta que é importante que a UNE chegue unida em 2010. Dilma Rousseff agradece…

Saiba mais sobre o Congresso da UNE, e fundação da UNE do B, a ANEL, do PSTU, próxima edição da Fórum.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags