sábado, 19 set 2020
Publicidade

Vídeo da reunião: Presidente da Caixa diz que Band “queria dinheiro” e Datena protesta ao vivo

Na fatídica reunião ministerial de 22 de abril, cuja gravação foi divulgada nesta sexta-feira (22), o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, diz que a TV Bandeirantes “queria dinheiro”. A frase dá a entender que o banco do governo federal recusou um pedido de ajuda da emissora.

“Acho que a gente tá com um problema de narrativa. Hoje de manhã, por exemplo, o pessoal da Band queria dinheiro. O ponto é o seguinte: vai ou não vai dar dinheiro pra Bandeirantes? Ah, não vai dar dinheiro pra Bandeirantes? Passei meia hora levando porrada, mas repliquei”, disse Guimarães.

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, levantou o sigilo da gravação do encontro, parte do inquérito que investiga acusação do ex-ministro Sergio Moro de que o presidente Jair Bolsonaro buscava interferir na Polícia Federal para proteger familiares de investigações.

A fala do presidente da Caixa foi exibida durante o programa “Brasil Urgente” e o apresentador José Luiz Datena protestou ao vivo.

“Aí vem o cara (Pedro Guimarães) numa reunião ministerial com o presidente da República e diz ‘o pessoal da Band quer dinheiro’. Se você deu dinheiro para alguém aqui da Band, Pedro, você indique para quem você deu, que com certeza essa pessoa vai ser demitida, se não foi uma coisa legal, se não foi mídia técnica. E do jeito que você colocou tem dúbia interpretação. Ou você prevaricou e o Bolsonaro devia te mandar embora hoje”, disse.

No programa, Datena, que era simpatizante de Bolsonaro até então, sinalizou um rompimento e afirmou que não vai mais entrevistar o presidente.

Ricardo Ribeiro
Ricardo Ribeiro
Correspondente da Fórum na Europa. Jornalista e pesquisador, é mestre em Jornalismo e Comunicação pela Universidade de Coimbra e doutorando em Política na Universidade de Edinburgh. Trabalhou na Folha de S.Paulo, Agora e UOL, entre 2008 e 2017, como repórter e editor.