Vídeo: Deus acima de tudo é uma expressão fascista, afirma pastor

Fundador da Igreja Batista do Caminho afirma que frase usada como slogan por Bolsonaro “esconde uma sede de poder e arrogância”

A frase “Deus acima de tudo”, usada por Jair Bolsonaro como slogan, é uma expressão fascista, na visão do fundador da Igreja Batista do Caminho, Henrique Vieira. O pastor diz que a formulação não fala de Deus: “É a projeção de Deus do Bolsonaro”, define.

Para o líder religioso, o titular do Planalto “usa a sua projeção de Deus para impor à sociedade uma determinada moral”. “Isso esconde uma sede de poder e arrogância”, afirma.

Vieira afirma que a “teologia não é o estudo de Deus, é o estudo da nossa narrativa sobre Deus”. E daqui advém sua interpretação sobre a máxima usada pelo capitão reformado.

“Por isso que é fascista, porque é pegar uma narrativa sobre Deus, achar que ela é única, verdadeira e totalizante, e buscar mecanismos de imposição e forçar para que toda a sociedade se adeque a isso”, afirmou o fundador da igreja, que fica em Niterói (RJ).

Na visão do pastor, há nesse uso e repetição um “dispositivo de vontade de domínio”. “’Deus acima de tudo’  é uma formulação do ponto de vista político perigosa, violenta e fascista”, diz Vieira. “Eu diria que é antibíblica.” A fala de Vieira faz parte de uma entrevista que o pastor concedeu à revista Carta Capital. O vídeo completo está nesse link.

Esse trecho, em que o pastor se refere especificamente à expressão adotada por Bolsonaro, viralizou nas redes. Veja abaixo:

Avatar de Fabíola Salani

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.