Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
28 de janeiro de 2017, 09h58

Vídeo mostra Eike Batista embarcando para os EUA na última terça-feira

Vídeo mostra Eike de calça jeans e paletó preto chegando para embarcar no aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), na última terça-feira (24). A câmera de segurança registrou a entrada dele no setor de embarque. Veja aqui.

Vídeo mostra Eike de calça jeans e paletó preto chegando para embarcar no aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), na última terça-feira (24). A câmera de segurança registrou a entrada dele no setor de embarque. Veja aqui.

Da Redação com Informações do G1

Vídeo mostra Eike de calça jeans e paletó preto chegando para embarcar no aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), na última terça-feira (24). A câmera de segurança registrou a entrada dele no setor de embarque.

Eike Batista pegou o vôo numero 974 da companhia American Airlines com destino a Nova York. O horário de partida era 11h30.

Três dias depois de sair aqui da casa dele para embarcar para os Estados Unidos, Eike Batista passou a ser alvo de buscas no exterior. Agora, em vários países, a polícia tenta encontrar e prender o empresário. Eike Batista tem cidadania alemã. A polícia investiga também se ele já deixou os Estados Unidos. A Alemanha não tem acordo de extradição com o Brasil.

O advogado de Eike Batista esteve hoje no Ministério Público Federal, supostamente para negociar as condições para o cliente se entregar. O Ministério Público Federal, por sua vez, negou que esteja negociando condições para Eike se entregar.

“Há, naturalmente uma preocupação dele ir pra outro país, notadamente a Alemanha, na qual ele tem a cidadania, por isso que medidas tão sendo adotadas no sentido de procurá-lo. E, uma fez encontrado, capturá-lo pra seu retorno ao Brasil”, diz Tássio Muzzi, delegado da Polícia Federal.

Nesta quinta, quando os policiais federais chegaram à mansão do empresário para cumprir o mandado de prisão preventiva, foram recebidos por funcionários. Fontes da operação Eficiência disseram que o filho mais velho dele , Thor Batista, estava em casa.

Eike Batista é acusado, pelo Ministério Público Federal, de corrupção ativa. Segundo os procuradores , em 2011, o empresário pagou 16 milhões e meio de dólares a Sérgio Cabral, o equivalente a 52 milhões de reais.

O dinheiro foi depositado para o ex governador numa conta no Uruguai. Os investigadores afirmam que o pagamento foi pela boa vontade de Sérgio Cabral com os negócios de Eike Batista, mas ainda não sabem, ao certo, que vantagens o empresário recebeu em troca dos milhões.

Francisco de Assis Neto, o Kiko, apontado pela Polícia Federal como um dos operadores financeiros do esquema, continua foragido e também está na lista de procurados da Interpol. O advogado disse que ele está com a mulher e os filhos nos estados unidos, fazendo cursos e que Francisco está tentando antecipar a volta ao brasil pra se apresentar às autoridades.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum