Vídeo: “Salles é o maior antipatriota que já ocupou cargo público na história do Brasil”, diz ex-secretário do MMA

Confrontado por João Capobianco sobre "passar a boiada" no Conama, ministro de Bolsonaro responde com ataque e chama ambientalista de "xiita"; assista

O ex-secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente no governo Lula (PT), João Paulo Capobianco, participou de debate na Jovem Pan, nesta quinta-feira (8), com o atual chefe da pasta, Ricardo Salles. O ambientalista acusou o ministro de ser o maior “antipatriota” a ocupar um cargo público na história do Brasil e fez duras críticas à revogação de resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

“Cabe a quem está ocupando o cargo de ministro do Meio Ambiente de ter a seriedade necessária para analisar uma proposta, por mais que ela já tenha sido debatida. Isso não justifica uma decisão dessa, tomada de forma absolutamente extemporânea, em caráter emergencial”, disse Capobianco.

No dia 28 de setembro, o conselho revogou importantes resoluções de proteção a manguezais e restingas. Em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF) na terça-feira (6), ministério disse que as normativas que deixaram de vigorar têm dispositivos “ilegais”, “inúteis” e “pleonásticos”.

Para o ex-secretário, ministro governa com base em “parecer” e “boiada”, em referência à fala de Salles na reunião ministerial do dia 22 de abril, em que disse que “passaria a boiada” na legislação ambiental.

Em resposta, ministro chamou o ambientalista de “xiita” e o acusou de forma genérica a ter deixado “pessoas para trás”. Um bate boca se iniciou entre ambos e o debate foi interrompido pela apresentadora.

“Vocês são um bando de xiitas. Vocês fizeram ações ao longo dos anos para proteger algo que vocês dizem que defendem e deixaram as pessoas para trás. A Amazônia da Marina Silva, que é sua ‘ídola’, não vota nela nem para síndica de prédio”, ataca o ministro.

Confira:

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR