Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de fevereiro de 2012, 09h48

Vitrine Solidária

O conceito de comércio justo chega à música
A idéia é simples e bucólica. Permitir que todos trabalhem e dividam os seus frutos, plantando um abacateiro que possa ter debaixo da sua sombra músicos que estão à margem das gravadoras comerciais. O desafio é grande: criar e tocar uma gravadora sem capital inicial e sem um dono, uma cooperativa de artistas, músicos, fotógrafos, jornalistas, advogados, entre outros, que tenham tempo de criar e também jogar bola. Impossível?
Nem tanto. A iniciativa Pierre Aderne e Alexia Bomtempo (e de mais outras tantas pessoas) está fazendo exatamente isso. A Abacateiro Música conta com uma grande equipe que dialoga entre si, acredita e se empenha em novos projetos, discute coletivamente as problemáticas, produz os CDs a valores reduzidos, compartilha gratuitamente em rede e tem como relações públicas o Myspace. “Nosso público é aquele que acredita no comércio justo. Ele baixa na internet nossas músicas, mas na primeira oportunidade que tem compra os CDs. O que muda é que, ao invés de se vender 5 milhões de unidades com três artistas, vão-se vender 5 milhões com 350 artistas”, explica Pierre. “Essa neo-sociedade alternativa proporciona trabalhar junto e o conceito como um todo é bem simpático. Proporciona parcerias, diálogos, divulgação sem custo e redes de trocas.”
E a Abacateiro já começou a dar os primeiros frutos. São três ótimas produções: Alto Mar, de Pierre Aderne; Doces Cariocas, do conjunto homônimo, e Astrolábio, de Alexia Bomtempo, que além de presentes nas lojas brasileiras e nos blogues, acabam de chegar ao mercado português. Quanto aos próximos lançamentos, Pierre diz que já estão pensando. “Só não sei quem vem por aí, afinal as decisões são coletivas e dependem do empenho do grupo, mas pode ser o Rafael Cosme, um ótimo músico que também está no Myspace”.
Mais informações: www.abacateiromusica.com.br e para ouvir e baixar as músicas www.myspace.com/abacateiro

RadioTube – Rede de Cidadania, uma opção para a construção coletiva de informação
Comunicadores populares, militantes sociais, estudantes e pessoas envolvidas na construção coletiva das informações têm novas possibilidades nas redes de relacionamento na internet. Trata-se do RadioTube – Rede de Cidadania, um espaço onde as pessoas disponibilizam conteúdo com temas ligados à cidadania, podendo compartilhar idéias e informações. O início da implantação se deu com a participação de 60 jovens de todo o país, por meio de três capacitações do RadioTube e utilizando técnicas de reportagem e produção de spots. O conteúdo é livre e pode ser disponibilizado com o crédito da fonte para fins não-comerciais. O projeto prevê ainda a construção de um sistema de bate-papo e exibição de vídeos e fotos.
Para acessar a rede entre em www.radiotube.org.br.

Mamulengo, o boletim autogestionário da economia solidária O Mamulengo, uma iniciativa do Fórum Brasileiro de Economia Solidária (Fbes), permite que você escolha algumas notícias do último informativo eletrônico do Fbes e gere seu próprio boletim em formato para impressão, já diagramado e sem custo. A proposta é disseminar, por meio de várias cópias, as noticias da economia solidária. Com esta ferramenta, o Fbes completou um ciclo de oferta de ferramentas relacionadas à comunicação da economia solidária. Atualmente, cada fórum estadual já pode inserir notícias, eventos, documentos e imagens diretamente no sítio do Fórum Brasileiro, e também possuem uma página específica que recolhe automaticamente as notícias e eventos do site que são relacionadas ao estado.
Gere seu boletim em www.fbes.org.br/mamulengo

Uruguai vai sediar encontro latino-americano de economia solidária Com o tema “Por uma integração solidária dos povos da América Latina e do Caribe”, Montevidéu será sede do III Encontro Latino-Americano de Economia Solidária e Comércio Justo, que acontecerá entre 22 e 24 de outubro. O evento reunirá representantes de redes e organizações que promovem a economia solidária e o comércio justo na América Latina e é uma realização da Rede Intercontinental de Promoção da Economia Social e Solidária (Ripess). Para obter mais informações, acesse
www.ripess.net/.
Caixa abre edital para patrocinar artesanato
A Caixa Econômica Federal promove uma seleção pública de patrocinadores de apoio ao artesanato brasileiro, contemplando várias etapas do processo produtivo e visando ao desenvolvimento de comunidades artesãs. As propostas podem ser enviadas até o dia 24 de outubro. O edital está disponível em www.caixa.gov.br/caixacultural. F


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags