Fórum Educação
07 de Maio de 2020, 14h38

Weintraub afronta Bolsonaro sobre cargo para indicado do PP: “Ou ele ou eu”

Ministro se recusa a dar o comando do FNDE, que administra R$ 58 bi aos novos aliados do governo. Diante da recusa, Bolsonaro pode recuar do acordo com o PP ou demitir Weintraub

Abraham Weintraub (Foto: Marcos Corrêa/PR)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, estaria afrontando os planos de Jair Bolsonaro, que montou um balcão de negócios no Palácio do Planalto para negociar cargos para cooptação de políticos do Centrão.

Em um dos acordos, com Ciro Nogueira, do PP, o presidente ofereceu o comando do Fundo Nacionall de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que administra 58 bilhões de reais.

No entanto, Weintraub estaria resistente em entregar o cargo aos novos aliados do governo. Estava combinado com Bolsonaro que o ex-chefe de gabinete do cacique Marcelo Lopes da Ponte seria colocado no cargo. Mas Weintraub vetou no estilo “ou ele ou eu”.

A afronta causa turbulência no Planalto e a ala militar busca uma saída para a nova crise. Diante da recusa, Bolsonaro pode recuar do acordo com o PP ou demitir Weintraub.

As informações são da revista Veja


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum