Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de novembro de 2019, 15h07

Witzel determina que polícia investigue vídeo em que é atacado por bolsonaristas

Na produção, o governador é acusado de se aliar à TV Globo para “tentar destruir a imagem do presidente da República”

Fernando Frazão/Agência Brasil

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), pediu à Polícia Civil do estado que investigue a origem de um vídeo que está circulando na internet e que tem como objetivo atacá-lo. Na última sexta-feira (31), a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática instaurou para apurar a origem do material. Outro ponto que será analisado pela polícia é se foram utilizadas ferramentas para disparo em massa.

No vídeo, o governador é acusado de se aliar à TV Globo para “tentar destruir a imagem do presidente da República”. Um narrador aponta que Witzel é “o pretenso candidato da Globo a presidente da República” e que “vai liberar dinheiro” para a emissora. A voz também pede que o vídeo seja viralizado, a fim de proteger Jair Bolsonaro (PSL).

Na terça-feira (29), após uma reportagem do Jornal Nacional, cujo conteúdo revelava o depoimento de um porteiro do condomínio Vivendas da Barra citando o presidente no caso do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), Bolsonaro alegou que o governador do Rio estava tentando arruinar sua imagem.

O presidente acredita que o vazamento da informação sigilosa foi à mando de Witzel e, desde então, não tem poupado o governador e a emissora carioca. Neste sábado (2), o presidente voltou a criticar o ex-aliado e o acusou de manipular o caso Marielle.

Para o Ministério Público do Rio, o depoimento do porteiro não condiz com os fatos investigados.

Além de solicitar o apoio da polícia sobre o caso do vídeo, Witzel pediu que o Gabinete de Segurança Institucional do estado, órgão criado por ele em março, também trabalhe no caso.

Com informações da Folha de São Paulo

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum