Fórumcast, o podcast da Fórum
26 de agosto de 2015, 08h35

Youssef reafirma que Aécio Neves recebeu dinheiro da corrupção de Furnas

Durante acareação com Paulo Roberto Costa na CPI da Petrobras, doleiro voltou a dizer o que já havia relatado ao Ministério Público. Já Costa reiterou que o ex-presidente nacional do PSDB Sérgio Guerra, morto em 2014, recebeu R$ 10 milhões para “abafar” CPI que apuraria irregularidades na Petrobras em 2009

Por Redação

Um dos principais delatores da Operação Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef voltou a afirmar, na última terça-feira (25), que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu dinheiro desviado de Furnas. A declaração foi feita durante acareação entre ele e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, promovida pela CPI da Petrobras na Câmara dos Deputados.

“Eu confirmo [que Aécio recebeu dinheiro de corrupção] por conta do que eu escutava do deputado José Janene, que era meu compadre e eu era operador dele”, afirmou o doleiro em seu depoimento. Janene, morto em 2010, é apontado como o responsável pela indicação de Costa ao cargo de direção que ocupava na estatal.

Youssef já havia relatado ao Ministério Público que Aécio estaria envolvido com corrupção em Furnas, mas à época o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu o arquivamento da investigação envolvendo o tucano.

Ainda durante a acareação, Paulo Roberto Costa e Youssef disseram novamente que o ex-deputado federal e presidente nacional do PSDB Sérgio Guerra (PE), falecido em 2014, recebeu R$ 10 milhões para “abafar” uma CPI no Congresso Nacional que apuraria irregularidades na Petrobras em 2009. De acordo com a dupla, a propina teria sido pago pela empreiteira Camargo Correa, investigada na Lava Jato.

Costa assegurou que foi procurado por Guerra e pelo atual deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) para que o valor fosse encaminhado ao líder tucano. “De minha parte, posso dizer que eles receberam”, contou.

(Foto: Agência Senado)


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum