Imprensa livre e independente
10 de junho de 2019, 08h25

Nunca imaginei que a Justiça estivesse tão vinculada a determinada ideologia política, diz Afrânio Silva Jardim sobre Vaza Jato

"Durante metade de minha existência, eu atuei junto ao nosso sistema de justiça criminal e nunca imaginei que ele estivesse tão vinculado a determinada ideologia política. Nunca imaginei que ele fosse capaz de tantas e tão graves injustiças. Decepcionante", publicou o jurista Afrânio Jardim no Facebook sobre o #VazaJato

Professor Afrânio Silva Jardim (Arquivo)
Afrânio Silva Jardim, professor livre-docente de Direito Processual da UERJ, usou sua página no Facebook para comentar o escândalo do Vaza Jato. Jardim disse estar decepcionado com a explicitada forte vinculação do sistema judiciário com uma ideologia de extrema direita e exigiu a instauração de uma CPI sobre a operação. Leia também Juristas consideram que vazamento de conversas de promotores da Lava Jato pode anular condenações “Durante metade de minha existência, eu atuei junto ao nosso sistema de justiça criminal e nunca imaginei que ele estivesse tão vinculado a determinada ideologia política. Nunca imaginei que ele fosse capaz de tantas...

Afrânio Silva Jardim, professor livre-docente de Direito Processual da UERJ, usou sua página no Facebook para comentar o escândalo do Vaza Jato. Jardim disse estar decepcionado com a explicitada forte vinculação do sistema judiciário com uma ideologia de extrema direita e exigiu a instauração de uma CPI sobre a operação.

Leia também
Juristas consideram que vazamento de conversas de promotores da Lava Jato pode anular condenações

“Durante metade de minha existência, eu atuei junto ao nosso sistema de justiça criminal e nunca imaginei que ele estivesse tão vinculado a determinada ideologia política. Nunca imaginei que ele fosse capaz de tantas e tão graves injustiças. Decepcionante”, publicou Jardim em sua rede social.

O processualista ainda falou da necessidade da instauração de uma CPI para que a Lava Jato seja passada a limpo: “Restou demonstrado – aliás já estava meio evidenciado – que a Lava Jato, além de prejudicar, de forma acentuada, a economia de nosso país, pela forma não republicana de apurar e processar fatos ilícitos, agia com claro objetivo político de evitar determinado e provável resultado eleitoral, envidando esforços legais e não legais para prender e manter preso o ex-presidente Lula”.

Veja também:  PGR arquiva representação contra Moro e procuradores do Vaza Jato sobre a Vaza Jato

Entre os esforços destacados pelo jurista está a “preocupação e atuação de Procuradores da República em relação à entrevista do ex-presidente Lula” e o envolvimento do ex-juiz Sérgio Moro, com a atividade persecutória do Ministério Público mostrando “interesse e desejo de condenar e ver preso o ex-presidente Lula”.

Leia a íntegra

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum