Imprensa livre e independente
09 de agosto de 2018, 22h48

“O Brasil todo sabe que você é machista, racista e homofóbico”, diz Boulos para Bolsonaro

Antes disso, Boulos abriu sua fala saudando o ex-presidente Lula e denunciando sua ausência no debate da Band

“O Brasil todo sabe que você é machista, racista e homofóbico”. Assim o candidato do PSOL à presidência, Guilherme Boulos, iniciou a primeira pergunta que fez no debate da Band, na noite desta quinta-feira (8), dirigida ao deputado Jair Bolsonaro (PSL). A pergunta em si foi sobre a denúncia de uma funcionária fantasma mantida por Bolsonaro em seu gabinete. Boulos questionou: “Afinal, Bolsonaro, quem é Val?”. Walderice Santos da Conceição figura desde 2003 como funcionária do gabinete de Bolsonaro, mas não tem expediente em Brasília, segundo reportagem da Folha de S. Paulo. O pré-candidato do PSOL perguntou ainda ao militar...

“O Brasil todo sabe que você é machista, racista e homofóbico”. Assim o candidato do PSOL à presidência, Guilherme Boulos, iniciou a primeira pergunta que fez no debate da Band, na noite desta quinta-feira (8), dirigida ao deputado Jair Bolsonaro (PSL).

A pergunta em si foi sobre a denúncia de uma funcionária fantasma mantida por Bolsonaro em seu gabinete. Boulos questionou: “Afinal, Bolsonaro, quem é Val?”. Walderice Santos da Conceição figura desde 2003 como funcionária do gabinete de Bolsonaro, mas não tem expediente em Brasília, segundo reportagem da Folha de S. Paulo.

O pré-candidato do PSOL perguntou ainda ao militar da reserva sobre o fato de ele receber auxílio-moradia mesmo tendo imóvel em Brasília. Bolsonaro se enrolou e disse: “Está previsto em lei. Se é imoral, é outra história”.

O líder do MTST rebateu: “Bolsonaro, você representa a velha política, as velhas práticas. Comprou mais imóveis do que aprovou de projetos”.
Antes disso, ao abrir sua fala, Guilherme Boulos saudou  ex-presidente Lula e denunciou sua ausência no debate.
Veja também:  Presidente nacional do PSOL ironiza nota do MBL contra mensagens vazadas de Moro

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum