Imprensa livre e independente
14 de agosto de 2017, 08h36

O vídeo vergonha alheia de Doria com Alckmin é tudo menos verdadeiro

O abraço de crocodilo do prefeito no governador acontece logo após Doria intensificar sua agenda de viagens nacionais e articulações com partidos para pavimentar uma eventual candidatura ao Palácio do Planalto em 2018.

O abraço de crocodilo do prefeito no governador acontece logo após Doria intensificar sua agenda de viagens nacionais e articulações com partidos para pavimentar uma eventual candidatura ao Palácio do Planalto em 2018. Da Redação* Para tentar aliviar as especulações de que disputará a pré-candidatura tucana à presidência em 2018, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), foi até o Palácio dos Bandeirantes na noite deste domingo, 13, onde gravou um vídeo ao lado do governador Geraldo Alckmin no qual reafirma sua “amizade” e “lealdade” ao padrinho político. “É uma relação de 37 anos. Não há nada que vá nos dividir, nada que...

O abraço de crocodilo do prefeito no governador acontece logo após Doria intensificar sua agenda de viagens nacionais e articulações com partidos para pavimentar uma eventual candidatura ao Palácio do Planalto em 2018.

Da Redação*

Para tentar aliviar as especulações de que disputará a pré-candidatura tucana à presidência em 2018, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), foi até o Palácio dos Bandeirantes na noite deste domingo, 13, onde gravou um vídeo ao lado do governador Geraldo Alckmin no qual reafirma sua “amizade” e “lealdade” ao padrinho político.

“É uma relação de 37 anos. Não há nada que vá nos dividir, nada que vá nos afastar, nada que vá nos colocar em campos distintos”, diz Doria no vídeo.

O abraço de crocodilo do prefeito no governador acontece logo após Doria intensificar sua agenda de viagens nacionais e articulações com partidos para pavimentar uma eventual candidatura ao Palácio do Planalto em 2018.

“João é um amigo querido desde os tempos do Mário Covas”, diz Alckmin no vídeo.

Veja também:  Porta-voz do clã Bolsonaro, blogueiro "corrige" Xico Graziano: Não é agrotóxico, é "defensivo agrícola"

No fim de semana, durante evento em Florianópolis, em uma clara reação à movimentação em campo aberto do prefeito, o governador disse que “não seria ruim fazer um tira-teima contra Lula em 2018”.

Na sexta-feira passada, Alckmin esteve em Porto Alegre, em uma palestra para empresários. Na ocasião, foi ainda mais direto em suas alfinetadas ao prefeito. O governador afirmou que o pleito de 2018 “será a eleição da experiência”.

Em uma indireta ao afilhado político, que disputou sua primeira campanha em 2016 e se apresenta como a inovação, Alckmin disse que “o novo é defender o interesse” do País. “O que é o novo? O novo é em relação à idade? Ter 30, 50, 70 anos? É não ter sido candidato? Eu acho que o novo é defender o interesse do Brasil.”

*Com informações do Estadão

Foto: Reprodução Facebook

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum