Imprensa livre e independente
14 de junho de 2019, 16h27

Olavo de Carvalho desafia ministros do STF

Depois da demissão de Santos Cruz, seu desafeto, Olavo de Carvalho volta a falar de política no Twitter

Foto: Reprodução/Vídeo
Um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro demitir o General Carlos Alberto Santos Cruz, ex-secretário de Governo, Olavo de Carvalho voltou a comentar sobre política no Twitter, desta vez, atacando os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Santos Cruz era da ala contrária à influência do olavismo no governo. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo. “Na minha opinião, nenhum dos juízes do STF está qualificado intelectualmente para distinguir entre ‘opinião contrária’ e ‘preconceito’. Posso prová-lo se tiverem a coragem de se expor a um debate. Podem vir todos juntos”,...

Um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro demitir o General Carlos Alberto Santos Cruz, ex-secretário de Governo, Olavo de Carvalho voltou a comentar sobre política no Twitter, desta vez, atacando os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Santos Cruz era da ala contrária à influência do olavismo no governo.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

“Na minha opinião, nenhum dos juízes do STF está qualificado intelectualmente para distinguir entre ‘opinião contrária’ e ‘preconceito’. Posso prová-lo se tiverem a coragem de se expor a um debate. Podem vir todos juntos”, afirmou o guru de Bolsonaro sobre a criminalização da homofobia e da transfobia por parte do Supremo.

Olavo está com moral renovada no governo, após a caída de seu desafeto Santos Cruz. Em maio, disse em seu Twitter que o general era “uma bosta engomada”, depois de ser chamado de “um desocupado esquizofrênico” pelo ex-secretário de Governo.

Veja também:  Amor: nova marca do Brasil no exterior sugere turismo sexual

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum