Imprensa livre e independente
21 de maio de 2017, 10h07

Onyx Lorenzoni, que pediu “basta na robalheira” e votou sim ao impechment, recebeu propina da JBS

O deputado federal do DEM do Rio Grande do Sul admitiu ter recebido R$100 mil em dinheiro vivo de propina da JBS para sua campanha. Ele é o relator do projeto “10 medidas contra a corrupção” Por Redação Em uma tentativa de atenuar sua punição e não ser cassado, o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) admitiu, em entrevista à Rádio Gaúcha neste sábado (20), ter recebido propina da JBS. O parlamentar, que pediu um “basta na roubalheira” em seu discurso na votação do impeachment de Dilma Rousseff, recebeu R$100 mil em dinheiro vivo da JBS – via caixa 2, não...

O deputado federal do DEM do Rio Grande do Sul admitiu ter recebido R$100 mil em dinheiro vivo de propina da JBS para sua campanha. Ele é o relator do projeto “10 medidas contra a corrupção”

Por Redação

Em uma tentativa de atenuar sua punição e não ser cassado, o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS) admitiu, em entrevista à Rádio Gaúcha neste sábado (20), ter recebido propina da JBS. O parlamentar, que pediu um “basta na roubalheira” em seu discurso na votação do impeachment de Dilma Rousseff, recebeu R$100 mil em dinheiro vivo da JBS – via caixa 2, não declarado – para sua campanha de 2014.

“No final de setembro de 2014, naquela reta final da campanha, quando era lícito pedir recursos para empresas e associações de empresas para tentar se mobilizar, eu recebi R$ 100 mil reais da JBS. O erro foi meu de ter colocado na minha campanha esse dinheiro”, afirmou.

O parlamentar confessou ainda que não declarou o dinheiro para não ter que usar um laranja na prestação de contas. “Como faço? Pego o dinheiro de Caixa 2 e coloco onde? Não posso botar na minha conta e tranferir. Vou arrumar uma empresa para assumir isso e arrumar uma laranja? Aí não, aí estou lavando dinheiro”, disse, como se receber recursos não declarados fosse menos pior do que se declarasse através de um terceiro.

Veja também:  Em SP, promotor tenta ligar movimentos de moradia ao PCC

Onyx ficou conhecido por ser o relator do projeto “10 medidas contra a corrupção”. Sobre isso, ele afirmou: “Quando fui relator do projeto das 10 medidas eu briguei para criminalizar quem dá e quem recebe, com alta gravidade. Talvez ali eu estivesse tentando espiar o meu erro”.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum