Imprensa livre e independente
13 de julho de 2019, 22h48

Operação de Trump para prender 2 mil imigrantes neste domingo causa pânico em cidades dos EUA

“Não abra a porta, que ninguém da casa fale, saiba que os agentes não têm direito de entrar”. Os conselhos sobre como reagir à ação da polícia migratória começaram a correr pelas redes sociais

Imigrantes em centro de detenção no Texas visitado por Mike Pence (Reprodução/Twitter)
Uma operação anunciada por Donald Trump para prender 2 mil imigrantes que estariam vivendo ilegalmente em nove das principais cidades dos Estados Unidos neste domingo (14) levou pânico à população. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo “Não abra a porta, que ninguém da casa fale, saiba que os agentes não têm direito de entrar”. Os conselhos sobre como reagir à ação da polícia migratória (ICE, na sigla em inglês) começaram a correr pelas redes sociais, também através de ONGs e advogados, segundo o jornal El País. A prisão dos...

Uma operação anunciada por Donald Trump para prender 2 mil imigrantes que estariam vivendo ilegalmente em nove das principais cidades dos Estados Unidos neste domingo (14) levou pânico à população.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Não abra a porta, que ninguém da casa fale, saiba que os agentes não têm direito de entrar”. Os conselhos sobre como reagir à ação da polícia migratória (ICE, na sigla em inglês) começaram a correr pelas redes sociais, também através de ONGs e advogados, segundo o jornal El País.

A prisão dos 2 mil ilegais em cidades como Nova York, Los Angeles, Baltimore, Chicago e Houston seria, segundo o jornal, um aviso prévio, insólito, serviu para promover a imagem de pulso firme do republicano aos cerca de 10 milhões de pessoas que vivem ilegalmente no país.

O medo das prisões também criou psicose. A New Sanctuary Coalition informou que já ocorreram duas tentativas de prisões nos bairros do Harlem e Sunset Park, em Nova York, neste sábado (13), que foram confirmadas pelo prefeito Bill de Blasio em sua conta do Twitter.

Veja também:  Não vai ter troca-troca: Filho de Trump não será embaixador no Brasil

A operação ocorre em um momento de tensão crescente pela situação dos imigrantes nos centros de detenção, abarrotados pela onda de chegada de famílias da América Central que fogem da miséria e da pobreza.

Na sexta-feira, no centro de McAllen (Texas), o vice presidente Mike Pence e os jornalistas que o acompanharam puderam ver aproximadamente 400 homens amontoados, sem camas e colchões, detidos atrás de uma cerca com a aparência de estarem enjaulados.

“O presidente Trump queria que as câmeras estivessem aqui para que vocês pudessem ver em primeira mão como as famílias estavam sendo tratadas”, disse Pence aos jornalistas.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum