Que vergonha Moro! Vai tentar se salvar usando o PCC?

Em um movimento desesperado, a polícia federal sob seu comando liberou uma suposta conversa que fala das “ligações” entre PT e PCC

Sérgio Moro (Foto: Lula Marques)
Escrito en OPINIÃO el
Em uma semana onde fica cada vez mais pungente o destino insignificante do ex-juiz Sérgio Moro, fica difícil listar quais episódios atenuaram isso, mas fiz uma lista dos melhores momentos: - um juiz indicado por ele forçou uma manobra para mandar Lula para um presídio comum. - Liberou um pedido de uso da Força Nacional por tempo indeterminado contra os protestos pela educação no dia 13. - Apareceu em uma das famigeradas transmissões ao vivo do presidente só para ser sacaneado ao melhor estilo Casseta & Planeta (com piada de tiozão, ao melhor estilo “pavê e pacumê”). - Em evento de celebração da Lei Maria da Penha, procurou justificar agressores masculinos. E aí em um movimento desesperado, a polícia federal sob seu comando liberou uma suposta conversa que fala das “ligações” entre PT e PCC. Quem teve o “prazer” de ter suas tardes de domingo agraciadas com o programa Domingo Legal comandado pelo apresentador Gugu Liberato deve saber que o vazamento deste áudio no mínimo foi um golpe de sorte ainda mais pois convenientemente no (reafirmo) suposto áudio o tal membro da facção criminosa rasga largas ofensas ao atual ministro da justiça. Ontem eu já havia apontado que o mesmo esquema era feito usando o ex-presidente Lula. Ao que me parece Lula e o PCC funcionam como espécie de bálsamo, uma panaceia do tresloucado governo de extrema-direita. Aos mais desavisados passará a impressão de que Moro é um inimigo implacável da criminalidade mesmo tropeçando em milícias, laranjas e como não esquecer do famigerado Fabrício Queiroz. Moro é o homem que morre de medo de uma reunião com a viúva da vereadora assassinada por milicianos Mariele Franco, também é o homem que justifica agressões contra mulheres e acima de tudo está em um cover onde o avião presidencial cruza o oceano atlântico com quase 40 quilos de cocaína e o presidente era vizinho de miliciano e que já aplaudiu grupos de extermínio enquanto seu filho possui um longo histórico de aguerrida militância e defesa de policiais envolvidos com milícias. Moro é o homem que recorreu a crimes (ou o grampo envolvendo uma chefe de estado é algo correto?) para supostamente combater crimes. Não sei vocês, mas todas as circunstâncias só me levam a crer que Gugu é o mais novo assessor do ministro da justiça Sérgio Moro.
*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Temas