Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

01 de fevereiro de 2019, 12h57

Oposição articula CPI para investigar movimentações suspeitas de Fabrício Queiroz

O PT e partidos de oposição articulam uma CPI para investigar as movimentações milionárias suspeitas envolvendo Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ)

Foto: Lula Marques

O Partido dos Trabalhadores (PT) articula na Câmara dos Deputados uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as movimentações milionárias suspeitas envolvendo o ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Fabrício Queiroz.

Na manhã desta sexta o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu negar um pedido de Flávio para suspender as investigações do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) a partir de movimentações financeiras consideradas “atípicas” pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

Conforme noticiamos ontem o PT, junto com o PSB, Rede e PSOL formalizaram um bloco de oposição ao governo Bolsonaro com cerca de 98 deputados. Para que se autorize a instalação de uma CPI é necessário o numero mínimo de 171 assinaturas.

Ao blog a presidente do PT e deputada federal, Gleisi Hoffmann, lamentou e disse que até o último momento o partido tentou trazer o PCdoB para seu entorno, o que não ocorreu, mas reforçou que tanto os comunistas quanto o PDT tendem a estar unidos em pautas progressistas convergentes.

O PT irá reunir às 14 desta sexta para decidir se o bloco define votação em JHC, do PSB, ou em Marcelo Freixo, do PSOL.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum