Maioria das acusações de fake news contra a Fórum não tem a ver com conteúdo, diz Ouvidoria

Segundo monitoramento do ouvidor da Revista Fórum, Edgard Piccino, “constantemente se reproduz a falácia ‘ad hominem’: de criticar o autor ao invés do conteúdo”

Por Edgard Piccino*

A Ouvidoria da Revista Fórum faz um trabalho de monitoramento das menções ao veículo e dos comentários nas redes sociais em suas postagens. O levantamento de dados da última quinzena resultou na seguinte distribuição das interações dos leitores com os perfis da Fórum: destacaram-se os elogios, com 30,81% das interações, seguido pelas críticas de direita, com 18,69%, e pelas críticas de esquerda com 15,66%.

Os elogios se concentram nas manifestações de apreço de leitores pela abordagem da Revista Fórum acerca dos mais variados assuntos. Diversas são as mensagens de apoio e estímulo à continuidade dos trabalhos seguindo a linha editorial atual. Já a crítica de esquerda foi o 3º maior grupo de interações e é composto, principalmente, por pessoas que utilizam a Fórum como fonte primária de informação e esperam que o veículo minimize seus equívocos e zele pela sua credibilidade, acima de tudo. Este, inclusive, é um dos objetivos da Fórum, ao lançar um serviço como este, de Ouvidoria.

Este grupo expressivo aponta falhas em aspectos minuciosos da linha editorial, para que sejam corrigidas a fim de contribuir com o crescimento da relevância da Fórum. Neste espectro de críticas registra-se, por exemplo, a mensagem de um leitor: “O pessoal precisa reinventar a cobertura de bate boca de Twitter. A fórmula da manchete ‘fulano de tal diz isso e leva invertida’ já saturou”. Mas o questionamento principal é sobre a relevância de determinadas matérias, consideradas como “caça-cliques”.

Já as críticas de direita concentram-se ao entorno do discurso: “a Fórum é um veículo de esquerda, portanto não possuiria credibilidade”. Neste grupo constantemente se reproduz a falácia ‘ad hominem’: de criticar o autor ao invés do conteúdo. As acusações infundadas de fake news, que reuniram 10,61% na quinzena, são oriundas deste mesmo tipo de perfil.

O percentual de alerta de conteúdos imprecisos da quinzena chegou a 10,10%, com destaque para uma postagem no Twitter do General Augusto Heleno. Ele publicou uma imagem com um print screen da matéria “Twitter suspende contas de bolsonarista investigado no inquérito da Fake News que se encontrou com Heleno em maio”, destacando como inverídica a frase “No dia anterior, ele se reuniu com o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno’’. De fato há um dado incorreto na frase, pois a foto havia sido publicada no dia anterior, mas a data do encontro permanece incerta. O conteúdo foi corrigido pela errata para “No dia anterior, ele publicou foto com o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno”. Apesar de não ter sido modificado o sentido da matéria, fica o registro do equívoco pontual do veículo e da correta retificação do conteúdo.

Merece atenção a reclamação de um leitor, que é recorrente: “gostaria de solicitar que melhorem a fonte do texto no site, muito fraca e de difícil visualização para quem tem dificuldades de visão”. Outras críticas e reclamações acerca da adequação do conteúdo para acessibilidade total foram recebidas. Este tipo de reclamação sempre será legítimo, uma vez que devem ser oferecidas condições especiais de acesso aos conteúdos para as pessoas que necessitam.

Serviço:
Entre em contato com a Ouvidoria através do e-mail: ouvidoria@revistaforum.com.br, por mensagens privadas nas redes sociais ou utilizando a hashtag #OuvidoriaFórum.

*Edgard Piccino é sociólogo e ouvidor da Revista Fórum

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR