Imprensa livre e independente
04 de julho de 2019, 15h49

Para Bolsonaro, Macron e Merkel não têm autoridade para discutir meio ambiente com o Brasil

“Esses dois em especial achavam que estavam tratando com governos anteriores, que vinham para cá, demarcavam dezenas de áreas indígenas e quilombolas, ampliavam área de proteção”, disse o presidente

Foto: Reprodução Band
Jair Bolsonaro deu mais um passo, nesta quinta-feira (4), na direção de criar novos embaraços internacionais. Ele disse que o presidente da França, Emmanuel Macron, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, não têm autoridade para discutir políticas de meio ambiente com o Brasil. “Eles não têm autoridade para vir discutir essa questão conosco. Mudou a maneira do Brasil se portar perante o mundo”, disse. “Com a conivência de chefes de Estado, foi feito com que o Brasil tivesse um péssimo conceito de meio ambiente lá fora”, disse o presidente, durante café da manhã com ruralistas. Inscreva-se no nosso Canal do...

Jair Bolsonaro deu mais um passo, nesta quinta-feira (4), na direção de criar novos embaraços internacionais. Ele disse que o presidente da França, Emmanuel Macron, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, não têm autoridade para discutir políticas de meio ambiente com o Brasil.

“Eles não têm autoridade para vir discutir essa questão conosco. Mudou a maneira do Brasil se portar perante o mundo”, disse. “Com a conivência de chefes de Estado, foi feito com que o Brasil tivesse um péssimo conceito de meio ambiente lá fora”, disse o presidente, durante café da manhã com ruralistas.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

“Esses dois em especial (Macron e Merkel) achavam que estavam tratando com governos anteriores, que, após reuniões como essa, vinham para cá, demarcavam dezenas de áreas indígenas e quilombolas, ampliavam área de proteção. Ou seja, dificultavam cada vez mais nosso progresso aqui no Brasil”, justificou.

Ele disse, ainda, que deu um “rotundo não” a Macron, que o teria procurado, junto ao líder indígena brasileiro Raoni Metuktire, para que o Brasil anunciasse medidas ambientais, durante encontro do G20 no Japão.

Veja também:  Vídeo: Caetano Veloso morre de rir de Eduardo Bolsonaro falando inglês

“Não é autoridade”

“Não reconheço o Raoni como autoridade, uma autoridade aqui no Brasil. Ele é um cidadão, como outro qualquer que nós devemos respeito e consideração. Mas ele não é autoridade”, afirmou.

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum