Imprensa livre e independente
21 de maio de 2019, 12h09

Para líder do PSL, não é preciso ato para defender Bolsonaro: “Já ganhamos as eleições, já passou isso aí”

Para Luciano Bivar, não há crise e o governo Bolsonaro está resolvendo os problemas das reformas: "então eu vejo sem sentido essa manifestação"

Bolsonaro e Luciano Bivar, presidente do PSL (Reprodução)
O presidente do PSL, Luciano Bivar, em entrevista a Daniel Weterman, nesta terça-feira (21) no site d’O Estado de S.Paulo, disse que não há sentido as pessoas irem às ruas no próximo domingo (26) em defesa de Jair Bolsonaro. “Para que tirar o povo para uma coisa que já está dentro de casa? Já ganhamos as eleições, já passou isso aí”, disse Bivar. Segundo ele, não há crise e o governo está “resolvendo os problemas das reformas”. “Nós fomos eleitos democraticamente, institucionalmente, não há crise ética, não há crise moral, estão se resolvendo os problemas das reformas, então eu vejo...

O presidente do PSL, Luciano Bivar, em entrevista a Daniel Weterman, nesta terça-feira (21) no site d’O Estado de S.Paulo, disse que não há sentido as pessoas irem às ruas no próximo domingo (26) em defesa de Jair Bolsonaro.

“Para que tirar o povo para uma coisa que já está dentro de casa? Já ganhamos as eleições, já passou isso aí”, disse Bivar.

Segundo ele, não há crise e o governo está “resolvendo os problemas das reformas”.

“Nós fomos eleitos democraticamente, institucionalmente, não há crise ética, não há crise moral, estão se resolvendo os problemas das reformas, então eu vejo sem sentido essa manifestação, mas toda manifestação é válida, é um soluço do povo para expressar o que ele está achando”.

Bivar ainda manifestou preocupação com “extrapolações” entre membros da sigla nos atos de domingo, mas defendeu liberar os filiados a participar individualmente dos protestos.

Veja também:  Feliz pelo reconhecimento

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum