Imprensa livre e independente
17 de junho de 2019, 08h15

Para tentar se defender, Dallagnol compartilha artigo de ex-tucano condenado por lavagem de dinheiro

O procurador da República Deltan Dallagnol, envolvido no escândalo do Vaza Jato, voltou a usar as redes sociais para tentar se defender do Vaza Jato. Desta vez, publicou um artigo do empresário e ex-deputado federal pelo PSDB Vittorio Medioli, condenado em 2015 por lavagem de dinheiro.

O procurador da República Deltan Dallagnol, envolvido no escândalo do Vaza Jato, voltou a usar as redes sociais para tentar se defender das acusações que surgem nos vazamentos divulgados pelo The Intercept Brasil. Desta vez, Dallagnol publicou, neste domingo (16), um artigo do empresário e ex-deputado federal pelo PSDB Vittorio Medioli, condenado em 2015 por lavagem de dinheiro. Medioli foi condenado em 2015 após a Operação Farol da Colina, da Polícia Federal, um desdobramento do caso Banestado. Segundo o MPF, Medioli realizou operações financeiras ilegais que totalizaram US$ 595 mil e que tinham como fim promover evasão de divisas. Inscreva-se no nosso...

O procurador da República Deltan Dallagnol, envolvido no escândalo do Vaza Jato, voltou a usar as redes sociais para tentar se defender das acusações que surgem nos vazamentos divulgados pelo The Intercept Brasil. Desta vez, Dallagnol publicou, neste domingo (16), um artigo do empresário e ex-deputado federal pelo PSDB Vittorio Medioli, condenado em 2015 por lavagem de dinheiro.

Medioli foi condenado em 2015 após a Operação Farol da Colina, da Polícia Federal, um desdobramento do caso Banestado. Segundo o MPF, Medioli realizou operações financeiras ilegais que totalizaram US$ 595 mil e que tinham como fim promover evasão de divisas.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Em sua conta no Twitter, Dallagnol publicou link e o seguinte trecho do texto do milionário condenado no diário O Tempo, do qual também é o dono: “Nas mensagens reveladas não há ilicitude, talvez excesso de zelo em manifestar seu entendimento em relação a um procedimento de apuração de crimes que lesaram a pátria em dezenas de bilhões”.

No texto Medioli fala de uma “quebra de paradigmas com a prisão de líderes da bandalheira” e ainda conspira sobre uma relação dos vazamentos com o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu: “Neste momento desesperador e crítico, qualquer ação vale o risco. Mesmo o mais ousado dos lances, como é a revelação de troca de mensagens de Moro com Dallagnol, que teria sido realizada, supostamente, por um hacker israelense. Sujeito que no Brasil se hospedou, conforme revelam fontes a favor de Moro, num apartamento do recém-encarcerado José Dirceu”.

Veja também:  Centro Acadêmico da São Francisco lança abaixo-assinado pedindo renúncia de Sérgio Moro

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum