Imprensa livre e independente
01 de outubro de 2018, 17h05

Para Zanin, ação de Moro reforça o caráter político da prisão injusta de Lula

“Palocci, por seu turno, mentiu mais uma vez, sem apresentar nenhuma prova sobre Lula para obter generosos benefícios que vão da redução substancial de sua pena – 2/3 com a possibilidade de ‘perdão judicial”’, diz a nota do advogado do ex-presidente

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil Cristiano Zanin, advogado do ex-presidente Lula divulgou uma nota, nesta segunda-feira (1), depois que o juiz Sergio Moro quebrou um sigilo de uma parte da delação de Antônio Palocci, a qual atinge Lula. Acompanhe a íntegra da nota: A conduta adotada hoje pelo juiz Sergio Moro na Ação Penal nº 5063130-17.2016.4.04.7000 apenas reforça o caráter político dos processos e da condenação injusta imposta ao ex-presidente Lula. Moro juntou ao processo, por iniciativa própria (“de ofício”), depoimento prestado pelo Sr. Antônio Palocci na condição de delator com o nítido objetivo de tentar causar efeitos políticos para Lula e...

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Cristiano Zanin, advogado do ex-presidente Lula divulgou uma nota, nesta segunda-feira (1), depois que o juiz Sergio Moro quebrou um sigilo de uma parte da delação de Antônio Palocci, a qual atinge Lula. Acompanhe a íntegra da nota:

A conduta adotada hoje pelo juiz Sergio Moro na Ação Penal nº 5063130-17.2016.4.04.7000 apenas reforça o caráter político dos processos e da condenação injusta imposta ao ex-presidente Lula.

Moro juntou ao processo, por iniciativa própria (“de ofício”), depoimento prestado pelo Sr. Antônio Palocci na condição de delator com o nítido objetivo de tentar causar efeitos políticos para Lula e seus aliados, até porque o próprio juiz reconhece que não poderá levar tal depoimento em consideração no julgamento da ação penal. Soma-se a isso o fato de que a delação foi recusada pelo Ministério Público. Além disso, a hipótese acusatória foi destruída pelas provas constituídas nos autos, inclusive por laudos periciais.

Palocci, por seu turno, mentiu mais uma vez, sem apresentar nenhuma prova sobre Lula para obter generosos benefícios que vão da redução substancial de sua pena – 2/3 com a possibilidade de ‘perdão judicia’ – e da manutenção de parte substancial dos valores encontrados em suas contas bancárias.

Veja também:  Tabata Amaral pagou R$23 mil ao namorado por menos de dois meses de trabalho, diz revista

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum