Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

04 de julho de 2019, 16h01

Partidos representam contra Moro na PGR após Coaf indicar devassa em vida financeira de jornalista

Proposta pela bancada do PSOL, ação também foi assinada pelo PT, PDT, PSB, PCdoB e Rede, após site divulgar que Coaf estaria fazendo devassa em vida financeira de jornalista

Moro e Glenn Greenewald (Montagem/ Agência Câmara)

Foi protocolado na tarde desta quinta-feira (4) na Procuradoria Geral da República (PGR) representação contra o ministro da Justiça, Sérgio Moro, por possível violação do sigilo da fonte e da liberdade jornalística, garantidas pela Constituição Federal, conforme artigo 5º.

No início desta semana o site Antagonista, que atua como porta-voz da Lava Jato e do ex-juiz federal Sérgio Moro, publicou que a Polícia Federal pediu ao Coaf um relatório das atividades financeiras de Glenn Greenwald com o objetivo de verificar suposta movimentação atípica.

A ação foi proposta pela bancada do PSOL e assinada também por líderes e vice-líderes PT, PDT, PSB, PCdoB e Rede. Durante audiência pública na CCJ da Câmara, Moro se negou a responder se a PF solicitou informações ao Coaf sobre Greenwald.

Para os partidos, qualquer tentativa de intimidar jornalistas contraria a Constituição, as leis e os Tratados Internacionais de Direitos Humanos, e de violar o sigilo da fonte constitui um grave atentado aos Direitos Fundamentais.

“É inaceitável qualquer tentativa de intimidação contra jornalistas. Na condição de Ministro, Sergio Moro pode utilizar orientar politicamente, de forma ilegal e inconstitucional, a atuação da Polícia Federal. Por isso é necessário que a investigação seja rápida e eficiente, prevenindo o cometimento de ilicitudes”, diz trecho da ação protocolada na PGR.

Veja também:  Moro acertou reunião com Dallagnol e Polícia Federal para definir futuro da Lava Jato

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum