Imprensa livre e independente
09 de julho de 2019, 09h26

Paulo Pimenta: Moro não pode pedir licença, isso é ilegal

“Sérgio Moro não é servidor público. O cargo de ministro de Estado se encaixa no que a legislação denomina de Agente Político”, revela o deputado

Foto Lula Marques/Agência PT
O deputado federal Paulo Pimenta, líder da bancada do PT, foi ao Twitter para denunciar a ilegalidade que está sendo cometida pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro. Pimenta explica: “Sérgio Moro não é servidor público. O cargo de ministro de Estado se encaixa no que a legislação denomina de Agente Político, função que não é regulada pela lei 8.112/1990. A sua licença, portanto, é ilegal. Nenhuma novidade em se tratando de Sérgio Moro”, escreve. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo Afastamento Em meio à divulgação, pelo The Intercept Brasil,...

O deputado federal Paulo Pimenta, líder da bancada do PT, foi ao Twitter para denunciar a ilegalidade que está sendo cometida pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Pimenta explica: “Sérgio Moro não é servidor público. O cargo de ministro de Estado se encaixa no que a legislação denomina de Agente Político, função que não é regulada pela lei 8.112/1990. A sua licença, portanto, é ilegal. Nenhuma novidade em se tratando de Sérgio Moro”, escreve.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Afastamento

Em meio à divulgação, pelo The Intercept Brasil, de uma série de conversas comprometedoras de Moro com procuradores do Ministério Público, o ministro da Justiça vai se afastar do cargo na próxima semana.

A autorização para o afastamento de Moro foi publicada nesta segunda-feira (8), no Diário Oficial da União. Ele vai ficar fora do cargo do dia 15 ao dia 19 de julho, para tratar de assuntos particulares, segundo informações oficiais.

Veja também:  Sete momentos para você não querer Eduardo como embaixador

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum