Imprensa livre e independente
06 de junho de 2018, 19h51

Pérez Esquivel defende Lula em evento da ONU em Roma

"Tomem Lula como exemplo", afirmou o Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel, durante um seminário sobre combate à pobreza realizado por entidades como a FAO em Roma; ao público e imprensa estrangeira, argentino ainda disparou: "Lula é um preso político"

Foto: Reprodução/YouTube
O Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel, está encampando uma mobilização internacional em defesa do ex-presidente Lula, com o intuito de denunciar o caráter político de sua prisão. O argentino, que chegou a visitar o petista na superintendência da Polícia Federal em Curitiba, participou na terça-feira (5) do Seminário Internacional sobre Parcerias de Redução da Pobreza em 2018, em Roma. No evento, co-organizado pela FAO, braço da Organização das Nações Unidas (ONU) no combate à fome, Esquivel saiu em defesa de Lula diante de uma plateia de centenas de especialistas, pesquisadores, empresários e estudantes. “Sempre sigo muito o que...

O Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel, está encampando uma mobilização internacional em defesa do ex-presidente Lula, com o intuito de denunciar o caráter político de sua prisão. O argentino, que chegou a visitar o petista na superintendência da Polícia Federal em Curitiba, participou na terça-feira (5) do Seminário Internacional sobre Parcerias de Redução da Pobreza em 2018, em Roma. No evento, co-organizado pela FAO, braço da Organização das Nações Unidas (ONU) no combate à fome, Esquivel saiu em defesa de Lula diante de uma plateia de centenas de especialistas, pesquisadores, empresários e estudantes.

“Sempre sigo muito o que faz a FAO em diversas partes do mundo e é muito importante este aporte à alimentação, à uma vida digna. (…) E há um eixo fundamental que agora vou a assinalar: eu tenho um amigo de muitos anos, chamado Lula. Que foi o presidente do Brasil. E que hoje é um preso político”, afirmou o argentino ao público presente e à imprensa internacional.

“Tomem o Lula como exemplo”, disse em outro momento do seminário.

Veja também:  Jean Wyllys compara autor de documentário sobre Bolsonaro com cineasta nazista

Confira, no vídeo abaixo, parte das declarações do argentino.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum