Imprensa livre e independente
02 de junho de 2018, 11h52

Petrobras anuncia mais um aumento da gasolina nas refinarias

Em 1 mês, o combustível já acumula alta de 11,29% nas refinarias

O preço da gasolina nas refinarias teve mais um aumento. A Petrobras anunciou que o combustível ficará 2,25% mais caro a partir deste sábado (2). Esta foi a segunda alta seguida, após uma sequência de cinco quedas. De ontem para hoje, o litro do combustível ficou 4 centavos mais caro, ao passar de R$ 1,9671 para R$ 2,0113, de acordo com a estatal. O aumento ocorre no dia seguinte à demissão de Pedro Parente, que estava no comando da empresa há dois anos, após a crise gerada pelos sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis, que teve estopim com a greve dos...

O preço da gasolina nas refinarias teve mais um aumento. A Petrobras anunciou que o combustível ficará 2,25% mais caro a partir deste sábado (2). Esta foi a segunda alta seguida, após uma sequência de cinco quedas. De ontem para hoje, o litro do combustível ficou 4 centavos mais caro, ao passar de R$ 1,9671 para R$ 2,0113, de acordo com a estatal.

O aumento ocorre no dia seguinte à demissão de Pedro Parente, que estava no comando da empresa há dois anos, após a crise gerada pelos sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis, que teve estopim com a greve dos caminhoneiros. Engenheiros da Petrobras responsabilizavam diretamente a política de Parente de dolarização do preço do barril do petróleo brasileiro pelo aumento do diesel.

Em pouco mais de um mês, o preço do litro da gasolina passou de R$ 1,7977 para R$ 2,0113. Confira na tabela abaixo. O preço do diesel vai permanecer em R$ 2,0316 até o dia 7 de junho, quando será aplicada a redução de R$ 0,46 por 60 dias, por meio de redução da carga tributária e da subvenção a ser paga pela União. Esse foi o acordo do governo de Michel Temer para tentar controlar os protestos dos caminhoneiros.

Veja também:  Opinião: Por que não gosto da deputada Tabata Amaral

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum