Imprensa livre e independente
09 de julho de 2019, 19h39

PF encontra 583 kg de cocaína em fazenda de prefeito que prometeu receber Funai “à bala”

Valmir Clímaco de Aguiar é dono de propriedade onde foi feita a apreensão da droga e de armas

Aeronave apreendida (Foto: Divulgação/ Polícia Federal)
A Polícia Federal apreendeu 583 kg de cocaína em uma fazenda do prefeito de Itaituba (PA), Valmir Clímaco de Aguiar (MDB). Também foram encontrados no local 200 gramas de skank, dois fuzis AR 15 calibre 556, uma pistola calibre 9 mm, carregadores e munições, mira holográfica e luneta de precisão para uso em fuzil, rádios de comunicação e um telefone. Segundo a PF, foram recebidas informações sobre um esquema de pousos e decolagens diárias de aeronaves de pequeno porte na propriedade rural. Em verificação junto à Força Aérea Brasileira (FAB), foi constatado que não havia registro ou autorização para voos na...

A Polícia Federal apreendeu 583 kg de cocaína em uma fazenda do prefeito de Itaituba (PA), Valmir Clímaco de Aguiar (MDB). Também foram encontrados no local 200 gramas de skank, dois fuzis AR 15 calibre 556, uma pistola calibre 9 mm, carregadores e munições, mira holográfica e luneta de precisão para uso em fuzil, rádios de comunicação e um telefone.

Segundo a PF, foram recebidas informações sobre um esquema de pousos e decolagens diárias de aeronaves de pequeno porte na propriedade rural. Em verificação junto à Força Aérea Brasileira (FAB), foi constatado que não havia registro ou autorização para voos na região e que se tratava de algo ilícito. No domingo (7), equipes de policiais foram até o local fazer vigilância e flagraram o pouso da aeronave.

A fazenda de Climaco é reivindicada pela etnia mundurucu. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, o prefeito teria dito em uma reunião que receberia “à bala” funcionários da Funai (Fundação Nacional do Índio) caso eles tentassem entrar na fazenda para cadastramento e notificação dos moradores da área, delimitada por estudo prévio do órgão indigenista. A ameaça foi relatada ao Ministério Público. Climaco negou.

Veja também:  Cônsul-honorário na Austrália é exonerado por criticar Sérgio Moro

O prefeito de Itaituba também negou que a droga e as armas apreendidas sejam suas. Ele afirmou que o avião é de um empresário de Santa Catarina chamado Edson Wander Silva, que estava comprando um dos seus três garimpos de ouro. Climaco disse ainda que vendeu as propriedades por R$ 4 milhões e um avião teria sido dado de entrada. E que depois da transferência para o seu nome o antigo dono pediu a aeronave emprestada para visitar o sogro doente.

Segundo o G1, no processo de venda do garimpo registrado em cartório consta o avião que foi adquirido no processo, mas o modelo é diferente do que foi apreendido com as drogas.

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum