Imprensa livre e independente
09 de março de 2018, 15h55

PF encontra mais maconha no carro do filho da desembargadora preso no ano passado

Breno Borges, que ainda não foi julgado por alegar insanidade mental, foi flagrado no ano passado com 130 quilos de maconha e munição de fuzil. Sua mãe, a desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, virou ré por libertar o filho pessoalmente na cadeia de maneira ilegal

Quase um ano após a prisão de Breno Fernando Solon Borges, a Polícia Federal encontrou, nesta quinta-feira (8), mais nove quilos de maconha em tabletes escondidos em seu carro, que havia sido apreendido. A descoberta da nova quantidade de droga se deu em um treinamento com cães da polícia. Breno é filho da desembargadora do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS) Tânia Garcia de Freitas Borges. Foi preso após ser flagrado, em abril do ano passado, portando 130 quilos de maconha e munição de fuzil em seu veículo. A namorada de Breno e o motorista que os...

Quase um ano após a prisão de Breno Fernando Solon Borges, a Polícia Federal encontrou, nesta quinta-feira (8), mais nove quilos de maconha em tabletes escondidos em seu carro, que havia sido apreendido. A descoberta da nova quantidade de droga se deu em um treinamento com cães da polícia.

Breno é filho da desembargadora do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS) Tânia Garcia de Freitas Borges. Foi preso após ser flagrado, em abril do ano passado, portando 130 quilos de maconha e munição de fuzil em seu veículo. A namorada de Breno e o motorista que os acompanhava estão presos e foram condenados por tráfico de drogas. Já o filho da desembargadora aguarda julgamento pois o processo foi desmembrado após a defesa pedir perícia de “insanidade mental”.

Desde abril, entre pedidos de habeas corpus e recursos, Breno foi e saiu do presídio várias vezes. Ele chegou a ser internado em uma clínica no interior de São Paulo, mas voltou para a unidade prisional de segurança média de Três Lagoas em novembro, onde permanece aguardando julgamento.

Veja também:  Empresa canadense desenvolve avião feito e movido a maconha

Mãe desembargadora vira ré

A mãe de Breno, desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, através de uma denúncia do Ministério Público do Estado (MP-MS), virou ré no início deste mês em uma ação de improbidade administrativa por usar veículo oficial e escolta policial para libertar o filho.

O caso aconteceu em 21 de julho do ano passado. Com essa atitude, a juíza infringiu diversas regras que valem na Justiça. Ela usou para libertar o filho um habeas corpus de um colega seu no Tribunal de Justiça, mas que valia para a prisão preventiva pela posse da droga. Porém, havia outro mandado de prisão contra Breno, pela denúncia de ter participado da tentativa de fuga de um traficante. Mesmo assim acabou sendo libertado. Relembre aqui.

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum