Imprensa livre e independente
24 de junho de 2019, 10h21

PF investiga se delegado da Polícia Civil invadiu computador de Márcio Anselmo, da Lava Jato

Delegado citado nas últimas revelações da Vaza Jato seria alvo de policial civil que vazava informações sigilosas de operações da PF em SC

O delegado da PF Márcio Anselmo durante entrevista coletiva (Reprodução/ Facebook)
Documentos da PF (Polícia Federal) indicam que o computador do delegado Marcio Anselmo, que atuou na Lava-Jato de Curitiba, foi alvo de invasão pela quadrilha investigada na operação Chabu em Santa Catarina e apura vazamentos de informações sigilosas da PF. A afirmação é do blog da Bela Megale, no site do jornal O Globo. Segundo relatório, capturas de telas que parecem ser do computador de Anselmo foram encontradas em arquivos de André Luis Mendes da Silveira, delegado da Polícia Civil e ex-Secretário da Segurança Pública do Estado. Ele foi alvo de buscas em fase anterior da mesma investigação e é acusado de...

Documentos da PF (Polícia Federal) indicam que o computador do delegado Marcio Anselmo, que atuou na Lava-Jato de Curitiba, foi alvo de invasão pela quadrilha investigada na operação Chabu em Santa Catarina e apura vazamentos de informações sigilosas da PF. A afirmação é do blog da Bela Megale, no site do jornal O Globo.

Segundo relatório, capturas de telas que parecem ser do computador de Anselmo foram encontradas em arquivos de André Luis Mendes da Silveira, delegado da Polícia Civil e ex-Secretário da Segurança Pública do Estado. Ele foi alvo de buscas em fase anterior da mesma investigação e é acusado de participar de um esquema de vazamento de informações sigilosas de operações da Polícia Federal. O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (ex-MDB, atualmente sem partido) também foi detido na operação, mas solto posteriormente.

“Foi possível identificar nos arquivos do Del. PCSC, sr. ANDRE LUIS MENDES DA SILVEIRA ‘screenshots’ (capturas de tela) ao que indica do Del. MARCIO ANSELMO responsável pela Lava Jato”, diz um documento com a análises de material apreendido.

Veja também:  Flávio Dino pergunta: "A tal fundação de 2,5 bilhões seria uma empresa de palestras objetivando lucros pessoais?"

O documento traz duas imagens supostamente capturadas de acessos feitos por Marcio Anselmo. Uma é de 08/03/2014 com a página do Facebook do delegado, e outra, de 11/03/2014, possui abas de seu gmail, de um acesso ao e-Proc – sistema de consultas processuais do Paraná onde corre a Lava-Jato -, de telefones e ramais da PF e uma quarta aba com um hotel sediado no mesmo endereço de empresa de fachada do doleiro Alberto Youssef.

“Salienta-se que ainda não foi possível verificar como foram produzidos tais “screenshots” (capturas de tela). As diligências continuam em andamento”, diz o relatório.

Anselmo é o delegado da PF responsável pela abertura do sigilo das planilhas de políticos que receberiam propinas da Odebrecht, encontrada durante ação de busca apreensão da sede da construtora dentro da operação Lava Jato.

Essas planilhas, que se tornaram públicas, deixaram Moro e o procurador Deltan Dallagnol temendo que o ex-juiz voltasse a virar alvo de críricas do ministro do Supremo Teori Zavascki e mesmo do CNJ ao investigar parlamentares com foro privilegiado – cuja investigação é exclusiva do STF (Supremo Tribunal Federal). Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava Jato no MPF, e Anselmo teria agido em conjunto para blindar Moro contra Teori, de acordo com as últimas mensagens reveladas no escândalo da Vaza Jato.

Veja também:  Amor: nova marca do Brasil no exterior sugere turismo sexual

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum