Imprensa livre e independente
13 de setembro de 2018, 10h51

Planalto ameaça Doria: se continuar criticando Temer terá uma surpresa

Esta não será a primeira vez que Temer se volta contra um candidato publicamente. No começo de setembro, foi a vez de Alckmin

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, Temer não vai ficar calado diante das críticas que tem recebido de João Doria (PSDB), em sua campanha para governador. A equipe de Temer já prepara resposta para Doria, que tenta jogar o presidente no colo de Paulo Skaf (MDB-SP). A resposta veio antecedida por ameaças de um assessor do Planalto. Ele disse que se Doria insistir em usar o nome do presidente negativamente, e ainda por cima na televisão, terá uma surpresa. A coluna lembra ainda que Temer e Doria se reuniram inúmeras vezes, no fim de 2017 e no começo deste ano, para falar de política e...

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, Temer não vai ficar calado diante das críticas que tem recebido de João Doria (PSDB), em sua campanha para governador.

A equipe de Temer já prepara resposta para Doria, que tenta jogar o presidente no colo de Paulo Skaf (MDB-SP).

A resposta veio antecedida por ameaças de um assessor do Planalto. Ele disse que se Doria insistir em usar o nome do presidente negativamente, e ainda por cima na televisão, terá uma surpresa.

A coluna lembra ainda que Temer e Doria se reuniram inúmeras vezes, no fim de 2017 e no começo deste ano, para falar de política e de uma eventual aliança entre o MDB e os tucanos em São Paulo.

Esta não será a primeira vez que Temer se volta contra um candidato publicamente. No começo de setembro, Temer gravou diversos vídeos rebatendo críticas do presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB), lembrando que o seu partido participou ativamente do seu governo.

Veja também:  Folha de S.Paulo faz parceria com The Intercept e trará matérias comprovando autenticidade dos diálogos

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum