Imprensa livre e independente
07 de agosto de 2015, 17h32

“Pobre e simplista”, diz filósofa sobre cobertura da imprensa no Brasil

Em entrevista ao programa Observatório da Imprensa, a doutora em Filosofia Viviane Mosé disse que a mídia tradicional não contextualiza a situação econômica do Brasil em relação à crise mundial e deixa de noticiar os avanços do país para não falar bem do governo; assista ao vídeo.

Em entrevista ao programa Observatório da Imprensa, a doutora em Filosofia Viviane Mosé disse que a mídia tradicional não contextualiza a situação econômica do Brasil em relação à crise mundial e deixa de noticiar os avanços do país para não falar bem do governo; assista ao vídeo Por Redação Em entrevista ao programa Observatório da Imprensa, na TV Brasil, a doutora em Filosofia Viviane Mosé comentou sobre o discurso hegemônico adotado pela mídia brasileira em relação à atual situação política e econômica do país. Para ela, a falta de uma abordagem mais aprofundada em relação a esses assuntos cria um...

Em entrevista ao programa Observatório da Imprensa, a doutora em Filosofia Viviane Mosé disse que a mídia tradicional não contextualiza a situação econômica do Brasil em relação à crise mundial e deixa de noticiar os avanços do país para não falar bem do governo; assista ao vídeo

Por Redação

Em entrevista ao programa Observatório da Imprensa, na TV Brasil, a doutora em Filosofia Viviane Mosé comentou sobre o discurso hegemônico adotado pela mídia brasileira em relação à atual situação política e econômica do país. Para ela, a falta de uma abordagem mais aprofundada em relação a esses assuntos cria um debate “pobre e simplista”.

“Nós não temos uma notícia sobre o perigo da instabilidade econômica mundial, da situação da Europa, da situação dos Estados Unidos, da China e o que significa o Brasil ali. Então, a crise brasileira é vista isoladamente. Ela não tem contexto. Mas, espera aí, o papel da imprensa não é dar contexto a esse debate?”, questionou.

Mosé criticou ainda a forma com que a imprensa tradicional seleciona as reportagens que serão publicadas. Ela afirma que os avanços do país deixam de ser noticiados para evitar passar uma boa imagem do governo. “Além de um problema cognitivo e intelectual grave, é partidário, é gueto, é sectário”, alertou sobre o posicionamento dos veículos de comunicação. “O que representa esse governo pode ser discutido eternamente, mas existe um fato: nós temos alguém no governo e o país precisa caminhar”, completou.

Veja também:  Doutrinado pelo astrólogo Olavo de Carvalho, Abraham Weintraub lança "horóscopo de estudo" no MEC

Assista abaixo:

“Nós não temos uma notícia sobre o perigo da instabilidade econômica mundial, da situação da Europa, da situação dos EUA, da China, e o significa o Brasil ali. Então, a crise brasileira é vista isoladamente, ela não tem contexto” comentou a filósofa Viviane Mosé no Observatório da Imprensa. Confira a entrevista completa sobre o discurso único adotado pela mídia: http://ebcnare.de/1g5EDJG

Posted by TV Brasil on Quinta, 6 de agosto de 2015

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum