Felipe Pena

12 de abril de 2019, 17h14

Poder das milícias está por trás do desabamento no Rio de Janeiro

Felipe Pena aborda a influência cada maior das milícias na Zona Oeste do Rio e as ligações com a família Bolsonaro

Foto: Reprodução

Em nova videocoluna, Felipe Pena fala sobre os dois prédios que desabaram no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (12). Duas pessoas morreram, outras estão desaparecidas, o que pode aumentar o número de mortes. “Por trás desse desabamento está o controle total que as milícias têm na Zona Oeste do Rio de Janeiro, controle que já está se expandindo para boa parte da cidade”.

“Então, cabe perguntar: quem dá apoio a essas milícias? A gente vai esquecer que o deputado Flávio Bolsonaro, agora senador, homenageou diversos milicianos na Assembleia Legislativa? A gente vai esquecer que o Queiroz, o laranja da família Bolsonaro, é miliciano? A gente vai esquecer que o capitão que chefia o escritório do crime, que está foragido, teve a mulher e a sogra loteados no gabinete de Flávio Bolsonaro?”, questiona.

Assista à videocoluna:

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.
Veja também:  Com bloqueio de verbas, universidades federais cancelam bolsas, suspendem transportes e fecham restaurantes