Imprensa livre e independente
30 de novembro de 2017, 16h37

Polícia Federal prende aliado de Bolsonaro na Amapá

Moisés Rivaldo é o pré-candidato de Bolsonaro ao Senado e está sendo investigado por exploração ilegal de ouro, com uso de mão de obra análoga à escravidão.

Moisés Rivaldo é o pré-candidato de Bolsonaro ao Senado e está sendo investigado por exploração ilegal de ouro, com uso de mão de obra análoga à escravidão. Da Redação* Segundo informou o blog do Lauro Jardim, em O Globo, o promotor Moisés Rivaldo, aliado de Jair Bolsonaro no Amapá, foi preso preventivamente na manhã desta quinta-feira (30), pela Polícia Federal, na Operação Minamata. Os alvos dos mandados são investigados pela exploração ilegal de ouro, com uso de mão de obra análoga à escravidão. Moisés Rivaldo é o pré-candidato de Bolsonaro ao Senado. Já foi promotor de Justiça e hoje é...

Moisés Rivaldo é o pré-candidato de Bolsonaro ao Senado e está sendo investigado por exploração ilegal de ouro, com uso de mão de obra análoga à escravidão.

Da Redação*

Segundo informou o blog do Lauro Jardim, em O Globo, o promotor Moisés Rivaldo, aliado de Jair Bolsonaro no Amapá, foi preso preventivamente na manhã desta quinta-feira (30), pela Polícia Federal, na Operação Minamata. Os alvos dos mandados são investigados pela exploração ilegal de ouro, com uso de mão de obra análoga à escravidão.

Moisés Rivaldo é o pré-candidato de Bolsonaro ao Senado. Já foi promotor de Justiça e hoje é secretário de Educação no estado.

*Com informações do blog do Lauro Jardim de O Globo

Foto: Reprodução

Veja também:  Em vídeo, Eduardo Bolsonaro mostra onde fritou hamburguer nos EUA: "Até quando comeremos m* e arrotaremos caviar?"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum