Imprensa livre e independente
24 de abril de 2019, 12h06

Polícia muda acampamento indígena Terra Livre de lugar para garantir que não usará violência

Na semana passada, o ministro Sérgio Moro autorizou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública na Esplanada dos Ministérios. A operação teria o intuito de “preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, na defesa dos bens e dos próprios da União” e, na prática, será usada para reprimir manifestações marcadas para o local

Acampamento Terra Livre em Brasília (Apib/Divulgação)
Em negociação com policiais na manhã desta quarta-feira (24), lideranças do 15º Acampamento Terra Livre (ATL) aceitaram trocar a Praça dos Três Poderes por uma região da Esplanada próximo ao Museu Nacional. Os indígenas resolveram aceitar a proposta da polícia, que garantiu que dessa maneira garantiria a segurança e não usaria violência contra os manifestantes. Sob forte aparato de vigilância da Força Nacional, milhares de indígenas de diversos povos do Brasil iniciaram a montagem do acampamento na tarde desta terça-feira (23). Na semana passada, o ministro Sérgio Moro autorizou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública na Esplanada dos...

Em negociação com policiais na manhã desta quarta-feira (24), lideranças do 15º Acampamento Terra Livre (ATL) aceitaram trocar a Praça dos Três Poderes por uma região da Esplanada próximo ao Museu Nacional. Os indígenas resolveram aceitar a proposta da polícia, que garantiu que dessa maneira garantiria a segurança e não usaria violência contra os manifestantes.

Sob forte aparato de vigilância da Força Nacional, milhares de indígenas de diversos povos do Brasil iniciaram a montagem do acampamento na tarde desta terça-feira (23).

Na semana passada, o ministro Sérgio Moro autorizou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública na Esplanada dos Ministérios. A portaria atende a um pedido do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, “no qual solicita o emprego da Força Nacional de Segurança Pública na região da Praça dos Três Poderes e da Esplanada dos Ministérios”.

A operação teria o intuito de “preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, na defesa dos bens e dos próprios da União” e, na prática, será usada para reprimir manifestações marcadas para o local. O ATL é o primeiro ato sob vigília da Força Nacional.

Veja também:  Entregador do aplicativo Rappi, que morreu sem receber socorro, trabalhava mais de 12 horas por dia, diz irmão

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum