Imprensa livre e independente
19 de junho de 2018, 12h55

Policial de SC é mais um identificado em vídeo machista na Rússia

Em nota, Polícia Militar afirma que "a corporação abrirá um processo administrativo disciplinar para apurar a conduta irregular do militar"

Mais um homem foi identificado no vídeo em que torcedores brasileiros assediam uma mulher russa. Trata-se do policial militar em Lages (SC), Eduardo Nunes. No vídeo, a torcedora russa é incentivada a repetir a frase dita pelo grupo, que faz referência ao órgão genital feminino, como se fosse um hino de torcida. As imagens viralizaram na internet e vêm causando indignação e revolta. Em nota, a PM de Santa Catarina afirma que a “corporação não corrobora com este tipo de atitude que é incompatível com a profissão e o decoro da classe, previsto no Regulamento Disciplinar e no Estatuto da...

Mais um homem foi identificado no vídeo em que torcedores brasileiros assediam uma mulher russa. Trata-se do policial militar em Lages (SC), Eduardo Nunes.

No vídeo, a torcedora russa é incentivada a repetir a frase dita pelo grupo, que faz referência ao órgão genital feminino, como se fosse um hino de torcida. As imagens viralizaram na internet e vêm causando indignação e revolta.

Em nota, a PM de Santa Catarina afirma que a “corporação não corrobora com este tipo de atitude que é incompatível com a profissão e o decoro da classe, previsto no Regulamento Disciplinar e no Estatuto da PMSC, independentemente de estar em período de férias”. Será aberto um processo disciplinar para apurar a conduta de Nunes.

Outro homem que aparece no vídeo é o ex-secretário de Turismo, Cultura e Esportes de Ipojuca (PE), Diego Valença Jatobá, que teve pedido de bloqueio de conta por dever pensão alimentícia e foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) de Pernambuco por irregularidade em contratos da Secretaria de Turismo em 2012.

Veja também:  Fundador do "Escola sem Partido" lamenta fim do projeto e se diz decepcionado com Bolsonaro

Leia a nota da PM de Santa Catarina

Sobre um vídeo gravado na Rússia, em que um grupo de homens brasileiros desrespeita uma cidadã estrangeira, a Polícia Militar de Santa Catarina esclarece que:

1. Um policial militar foi identificado como um dos integrantes que aparecem no vídeo;

2. A corporação não corrobora com este tipo de atitude que é incompatível com a profissão e o decoro da classe, previsto no Regulamento Disciplinar e no Estatuto da PMSC, independentemente de estar em período de férias, folga de serviço ou qualquer outra situação de afastamento, devendo portanto, responder por suas atitudes;

3. Assim que se der seu retorno, a corporação abrirá um processo administrativo disciplinar para apurar a conduta irregular do militar.

Com informações do Correio Lageano

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum